Emocionado, Serginho se despede da seleção de vôlei com ouro olímpico

Crédito da imagem: Divulgação / Confederação Brasileira de Voleibol

Comandada por Bernardinho, a seleção brasileira masculina de vôlei conquistou o tricampeonato olímpico após bater a Itália por 3 sets a 0, parciais de 25/22, 28/26 e 26/24, no Ginásio do Maracanãzinho.

.

LEIA MAIS:
Veja fotos dos medalhistas brasileiros nas Olimpíadas Rio 2016
Brasil x Itália repetem final olímpica após 12 anos

“Sei que a gente pode conquistar o mundo com apenas uma manchete, dando sequência a uma geração maravilhosa que começou com a prata na década de 80. Só agradeço porque o voleibol me deu grandes amizades. Fui criado em Pirituba, moro até hoje lá, e também a todos jogadores que foram referência para mim (Marcelo Negrão, Tande, Giovane, Nalbert e Carlão), meu treinador que ensinou a dar a minha primeira manchete, o Arnaldo Assunção“, comemorou Serginho.

Veja os melhores memes da vitória da seleção de vôlei sobre a Itália nos Jogos Olímpicos Rio 2016

Ao final do jogo, o camisa 10 subiu ao pódio aos gritos de “É campeão” entoados pela torcida que lotou o ginásio no Rio de Janeiro. Conhecido como Escadinha, o paranaense que completa 41 anos em outubro confirmou a aposentadoria com a camisa amarela nestes Jogos Olímpicos. “O melhor de tudo isso é que amanhã será segunda-feira e serei o Sérgio filho da Dona Didi, buscar meu filho na escola e graças a Deus voltar à vida normal”, completou.

Este é o terceiro título olímpico da seleção brasileira masculina de vôlei, após Barcelona 1992 e Atenas 2004. Esta é a quarta medalha de ouro do vôlei olímpico após as conquistas das mulheres em Pequim 2008 e Londres 2012. A geração de jogadores conquistou também nove títulos da Liga Mundial, um dos principais campeonatos da modalidade.

Com este resultado, Bernardinho conquista a sétima medalha olímpica da carreira, sendo uma como jogador (prata em Los Angeles 1984) e outras seis como técnico (bronze em Atlanta 1996 e Sydney 2000, prata em Pequim 2008 e Londres 2012).

OS 12 CAMPEÕES OLÍMPICOS:
Levantadores – Bruninho (Sesi-SP) e William (Sada Cruzeiro)
Opostos – Wallace Souza (Funvic/Taubaté) e Evandro (Suntory/Japão)
Centrais – Lucão (Sesi-SP), Éder (Funvic/Taubaté), Maurício Souza (Brasil Kirin) e Douglas Souza (Sesi-SP)
Ponteiros – Lucarelli (Funvic/Taubaté), Lipe (Funvic/Taubaté) e Maurício Borges (Arkas Spor Izmir-TUR)
Líbero – Serginho (Sesi-SP)