Ricardo Gomes diz que esperava São Paulo mais ofensivo contra o Inter: “Jogo não fluiu”

Crédito da Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Em sua estreia pelo São Paulo, o técnico Ricardo Gomes deixou o estádio do Beira-Rio contente com o empate por 1 a 1 com o Internacional, mas admitindo que o Tricolor não correspondeu as suas apostas. 

LEIA MAIS
INTERNACIONAL X SÃO PAULO: CONFIRA AS NOTAS DO TIME SÃO PAULINO
INTERNACIONAL X SÃO PAULO: CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS
INTERNACIONAL X SÃO PAULO: CONFIRA OS GOLS DA PARTIDA

Em entrevista coletiva após o jogo, o treinador elogiou o primeiro tempo e, ao mesmo tempo, lamentou a falta de criação de jogadas de gol na parte final da partida.

— O nosso primeiro tempo foi melhor, mas, mesmo assim, o primeiro chute a gol veio só com 30 minutos (Cueva). Estávamos bem defensivamente, mas o jogo não estava fluindo. Conseguimos o gol e um certo domínio do jogo. No segundo tempo, até seis ou sete minutos, conseguimos jogar, depois o Inter cresceu e tomou conta do jogo. Essa foi a realidade. Não tivemos nenhuma possibilidade de aumentar, não foi o segundo tempo que eu esperava, foi pior do que o primeiro – disse Ricardo Gomes

Para o nove comandante, o Tricolor não conseguiu fazer o seu jogo devido a falta de posse de bola e de um camisa 10 que faça o jogo fluir.

— Não tivemos transição de meio e ataque, não tivemos oportunidade de criação. Criamos muito pouco. Tivemos pouca posse de bola e espero, de alguma forma, trazer aquele São Paulo da Libertadores, esse nível tem que voltar – analisou.

Após citar os problemas de criação, Ricardo foi questionado sobre a falta de Ganso e disse que a história do atleta do clube já faz parte do passado.

– O Ganso não volta. Isso (ausência de um armador) não é só no São Paulo. A gente precisa buscar uma formação sem esse jogador – destacou.

Porém, um empate fora de casa contra um adversário de qualidade, que não vive grande fase, é um bom resultado para o técnico são-paulino. Afinal, o São Paulo precisa pontuar para seguir rumo a uma vaga na Libertadores.

— Foi bom, claro, falei com o Celso depois. Com pouco tempo de trabalho, não vou encontrar esse rendimento na frente. É um cenário diferente, o Inter queria ganhar a qualquer custo, são 12 jogos sem vencer. O jogo não foi bonito. Eles tinham essa premissa de ganhar na raça e quase conseguiram – finalizou.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.