Para ficar na história: Bolt se despede das Olimpíadas como lenda

Facebook oficial de Usain Bolt

Havia dúvidas sobre sua performance nos Jogos Olímpicos do Rio 2016. Será que o homem mais rápido mundo conseguiria fazer história e se tornar o primeiro atleta a conquistar três medalhas de ouro consecutivas? Sim, ele fez, porquê é o Raio Jamaicano. Porquê ele é Usain Bolt.

LEIA MAIS:
OLIMPÍADAS: CONFIRA COMO FICOU O QUADRO DE MEDALHAS DO RIO 2016

A lesão de Usain Bolt poucos meses antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, deixou dúvidas de que o Raio Jamaicano conseguiria fazer história aqui em terras tupiniquins. Afinal, todos sabíamos que ele derrotaria qualquer adversário, afinal, ele é o homem mais rápido do mundo. Mas ele conseguiria lutar contra o seu próprio corpo? Seria possível se recuperar e conquistar as três medalhas de ouro que o colocaria eternamente entre os maiores atletas de todos os tempos?

A resposta veio na semifinal dos 100 metros rasos, a prova mais nobre do atletismo. Bolt foi o mais rápido, mas havia alguém que aparentava uma certa ameaça ao seu reinado: o americano Justin Gatlin. E pode se dizer que durante os primeiros cinquenta metros da grande final, Gatlin era mais rápido. Mas todos sabem que a largada nunca foi o forte de Usain Bolt. E sim, os cinquenta metros finais, onde ninguém é capaz de pará-lo, nem Gatlin, nem ninguém.

Os 100 metros foi com certeza a prova mais difícil para o Raio Jamaicano, e ainda assim, conquistou o ouro. Nos 200 metros, sua prova predileta, houve tempo até para trocar sorrisos com Andre De Grasse, antes de cruzar a linha de chegada. Na final, Bolt foi soberano. Não havia adversário capaz de se aproximar dele.

No revezamento 4×100 metros, a consagração: novamente, três medalhas de ouro em uma mesma olimpíada. O primeiro atleta a realizar este feito em três olimpíadas consecutivas. Usain Bolt é um mito. Sua passagem aqui no Brasil foi épica. Suas conquistas, foram o momento de sua apoteose. O momento onde um homem se transforma em um Deus, e neste caso, foi isso que ocorreu no Estádio Olímpico. No atletismo, Usain Bolt é o maior, e conseguiu seu lugar no Panteão Grego, com certeza. Hermes (Deus grego da velocidade) ganhou um forte concorrente.

Quem foi ao Estádio Olímpico (Engenhão), com certeza tem noção de que viu a história acontecer diante de seus olhos, e jamais esquecerá. Afinal, provavelmente essa foi a última vez que vimos o raio jamaicano “cair” três vezes no mesmo lugar. Uma pena, mas pelo menos, o Rio de Janeiro foi o lugar para ver sua ascensão, seu grande feito.

Confira os feitos de Bolt nos Jogos do Rio 2016:

VIDA LONGA AO REI! USAIN BOLT É TRI CAMPEÃO OLÍMPICO DOS 100 METROS RASOS
USAIN BOLT SEGUE FAZENDO HISTÓRIA NO RIO 2016 E CONQUISTA O OURO NOS 200 METROS
BOLT SE DESPEDE DAS OLIMPÍADAS NO RIO COM MAIS UM OURO, DESSA VEZ NO 4X100M