Em dia de ondas pequenas, Mineirinho e Toledo são eliminados do Billabong Pro Tahiti

Em bateria de ondas modestas, Alex Ribeiro conseguiu eliminar Mineirinho do Billabong Pro Tahiti 2016. Crédito da foto: WSL / Damien Poullenot

O segundo dia de competições no Billabong Pro Tahiti 2016 não foi dos melhores para os surfistas brasileiros. Este domingo (21) ficou marcado pela eliminação precoce do atual campeão do Circuito Mundial, Adriano de Souza, além dos compatriotas Caio Ibelli, Filipe Toledo, Wiggoly Dantas e Miguel Pupo. Alex Ribeiro, Jadson André e Alejo Muniz avançaram. 

LEIA MAIS:
Com direito a comemoração por título olímpico, Medina, Ítalo e Bruninho vencem no Billabong Pro Tahiti 2016

Em uma bateria de ondas econômicas, Mineirinho acabou eliminado por Alex Ribeiro que somou apenas 6,23 contra 5,70 do guarujaense. Mineiro falou sobre as modestas condições do mar, porém assumiu que não esteve em um dia bom e prometeu foco para a próxima etapa em Lower Trestles, na Califórnia.

– As ondas estavam bem difíceis hoje, mas não é desculpa. Somos profissionais e devemos render bem e quaisquer condições de mar. Agora é voltar para casa e estudar os erros que tive aqui para voltar bem em Trestles – disse em entrevista exclusiva a WSL (World Surf League).

Em outras baterias sem grandes somatórias, Filipe Toledo acabou com 6,63 pontos, contra 10,43 de Jadson André. Já Alejo Muniz chegou aos 11,17, eliminando Wiggolly Dantas que somou 6,23.

Os outros brasileiros que não competem mais no Billabong Pro Tahiti são Caio Ibelli e Miguel Pupo. Caio acabou derrotado pelo australiano Matt Banting por 10,93 a 8,33, enquanto Miguel marcou 12,33 contra 14,34 de Kanoa Igarashi.

Pelo lado dos gringos, destaque para as vitórias de Matt Wilkinson, atual líder do Circuito Mundial, e de Julian Wilson, enquanto o local Michel Bourez acabou eliminado pelo havaiano Keanu Asing.

Com sete horas a menos de fuso horário, a nova chamada para o Billabong Pro Tahiti 2016 ocorrerá nesta segunda-feira (22), às 14h30 (horário de Brasília).

Confira as baterias do round 3:
Ítalo Ferreira (BRA) x Keanu Asing (HAW)
Kolohe Andino (USA) x Adam Melling (AUS)
Jordy Smith (ZAF) x Matt Banting (AUS)
Adrian Buchan (AUS) x Alejo Muniz (BRA)
Nat Young (USA) x Kelly Slater (USA)
Matt Wilkinson x Bruno Santos (BRA)
John John Florence (HAW) x Alex Ribeiro (BRA)
Josh Kerr (AUS) x Dusty Payne (HAW)
Sebastian Zietz (HAW) x Jadson André (BRA)
Julian Wilson (AUS) x Jeremy Flores (FRA)
Joel Parkinson (AUS) x Kanoa Igarashi (USA)
Gabriel Medina (BRA) x Kai Otton (AUS)