Medalha histórica! Brasil termina em segundo na canoagem

Foto: Reprodução/ Sportv

Foi no quase, mas mesmo assim Erlon de Souza e Isaquias Queiroz deram show na canoagem dupla C2 1000 metros. Depois de ficarem praticamente a prova toda em primeiro, viram os alemães imprimirem um ritmo forte no final e conquistarem o ouro. Com isso, o Brasil conquista a prata e medalha histórica pra Isaquias Queiroz que conquistou sua terceira nesta edição e se tornou o primeiro brasileiro a conseguir tal feito.

LEIA MAIS

BRASIL X ALEMANHA: SAIBA COMO ASSISTIR A FINAL OLÍMPICA AO VIVO

VEJA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DA ALEMANHA PARA A FINAL OLÍMPICA

VEJA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DA SELEÇÃO BRASILEIRA NA FINAL OLÍMPICA

A dupla brasileira começou imprimindo um ritmo muito forte e largando na frente, a primeira posição foi se mantendo e os brasileiros tiveram como principais concorrentes durante a primeira parte da competição os russos Ilia Shtokalov/ Ilya Pervukhyn e os uzbeques Gerasim Kochnev/ Serik Mirbekov. Já no final da prova, os alemães Sebastian Brendel e Jan Vandrey se recuperaram e imprimiram um ritmo muito forte ultrapassando os atletas brasileiros e alcançando o ouro com a marca de 3:43.912; a dupla brasileira com 3:44.819, e completando o pódio, os ucranianos que conseguiram 3:45.949.

Com a prata, Isaquias conquista sua terceira medalha na Olimpíada (2 pratas e 1 bronze), se tornando o único atleta brasileiro a conseguir subir três vezes no pódio em uma mesma edição. No número geral de medalhas, o canoísta só perde para Robert Scheidt, Torben Grael e Gustavo Borges.

Na final da canoagem K4 1000 metros,O Brasil terminou em quarto lugar na disputa da final B. Na final A confirmou o favoritismo com a vitória dos alemães que se jogaram na água após a vitória.