Mar inconsistente adia início do Billabong Pro Tahiti

Medina treina antes do início do round 1 do Billabong Pro Tahiti. Crédito da foto: WSL / Poullenot/Aquashot

<h2> O primeiro dia de janela da sétima etapa do Circuito Mundial da Surfe, o Billabong Pro Tahiti 2016, se abriu nesta segunda-feira (19). Porém, por falta de ondas, o início do evento foi adiado. O comissário Kieren Perrow e o comentarista Peter Mel, ambos da WSL (World Surf League), comentaram sobre as fracas condições de hoje e nas perspectivas para os próximos dias. </h2>

– As condições estão razoáveis. Há muita oscilação na arrebentação, o swell diminuiu um pouco e a nova ondulação ainda não ganhou força. Então vamos adiar por hoje e voltaremos amanhã de manhã – disse Kieren.

LEIA MAIS:
Medina embarca para Taiti e aposta em concentração e remada

Para este sábado (20), o comissário mostrou mais otimismo com a chegada de ondulações mais fortes.

– Será interessante, teremos ondulações de sudoeste a sul-sudoeste chegando. Serão bem boas e com períodos mais altos, o que é sempre bom para a bancada aqui.

Além de comentar as condições que rolaram hoje, o comentarista Peter Mel fez uma projeção para os próximos dias, afirmando que em pouco tempo haverá boas ondas no Billabong Pro Tahiti 2016.

– Não teremos nenhum swell de grande intensidade durante a janela deste evento, mas teremos alguns que dão condições para o surfe, especialmente nos quatro primeiros dias. Hoje tivemos ondas vindas de várias direções diferentes, deixando a arrebentação muito mexida. Geralmente sopram ventos de leste aqui em Chopo, que ajudam na formação, eles não sopraram hoje, mas devem aparecer amanhã – afirmou Mel.

Com sete horas a menos de fuso horário, a nova chamada para o Billabong Pro Tahiti 2016 ocorrerá neste sábado (20), às 14h30 (horário de Brasília).

Confira os confrontos do Round 1:
1 Jordy Smith (AFR), Dusty Payne (HAV) e Ryan Callinan (AUS)
Italo Ferreira (BRA), Kanoa Igarashi (EUA) e Keanu Asing (HAV)
Adriano de Souza (BRA)Miguel Pupo (BRA) e Kai Otton (AUS)
Gabriel Medina (BRA), Conner Coffin (EUA) e Alex Ribeiro (BRA)
5 John John Florence (HAV), Davey Cathels (AUS) e Hira Teriinatoofa (PLF)
6 Matt Wilkinson (AUS), Stuart Kennedy (AUS) e Bruno Santos (BRA)
7 Michel Bourez (PLF), Kelly Slater (EUA) e Matt Banting (AUS)
8 Julian Wilson (AUS), Nat Young (EUA) e Jeremy Flores (FRA)
9 Sebastian Zietz (HAV), Josh Kerr (AUS) e Jadson André (BRA)
10 Adrian Buchan (AUS), Joel Parkinson (AUS) e Alejo Muniz (BRA)
11 Caio Ibelli (BRA), Kolohe Andino (EUA) e Jack Freestone (AUS)
12 Filipe Toledo (BRA)Wiggolly Dantas (BRA) e Adam Melling (AUS)