Lochte diz que exagerou, mas não mentiu sobre falso assalto e pede desculpas

ryan lochte
Foto: Getty Images

Apontado como “mentor” da mentira sobre um falso assalto, o nadador Ryan Lochte finalmente falou sobre a confusão que ele e outros três atletas norte-americanos criaram desde o último domingo. Em entrevista exibida no Jornal Nacional, Lochte disse que exagerou ao contar a situação, mas que não mentiu.

“Se não tivesse exagerado a história, ou se tivesse contado a história completa, nada disso teria acontecido. Eu estava altamente intoxicado e exagerei. Eu arranquei o pôster da parede e depois os seguranças tinham armas. Não posso dizer o que foi, tinham armas apontadas e entregamos dinheiro”, disse Lochte.

O nadador afirmou estar arrependido por ter contado a história do assalto. “Eu exagerei. Eu não sei. Me pergunto todos os dias porque fiz isso. Eu não menti, exagerei o que aconteceu e assumo a responsabilidade. Queria pedir desculpas ao dono do posto, à policia, ao povo do Rio e Brasil. Estou 110% arrependido. Nunca mais vai acontecer. Quero que saibam que os amo. Vocês me trataram com muito respeito e arrependido que minha maturidade tenha causado isso”, afirmou.

O caso gerou enorme repercussão desde domingo, quando Lochte afirmou em entrevista à NBC que ele e os outros três nadadores tinham sido assaltados por bandidos disfarçados de policiais na saída de uma festa.

No entanto, as investigações mostraram que Bentz, Lochte, Jack Conger e Jimmy Feigen deixaram uma festa depois do horário revelado inicialmente e se envolveram na confusão no posto.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.