Ameaças após pênalti perdido tiraram jogador do Inter de Seleção. Entenda!

Seijas
Foto: Divulgação/Inter

Contratado pelo Internacional após a Copa América Centenário, onde defendeu a Seleção da Venezuela, o meia Luis Manuel Sejías não irá defender a Vinotinto nos próximos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo. Tudo por causa de ameaças feitas por ter perdido um pênalti contra a Argentina.

LEIA MAIS

OLIMPÍADAS: GABRIEL JESUS E NEYMAR BRIGAM PELA ARTILHARIA; VEJA OS NÚMEROS

ESSA É A FOTO QUE MAIS SIMBOLIZA O RECONHECIMENTO DA SELEÇÃO DE FUTEBOL FEMININO DO BRASIL

O pênalti aconteceu em partida entre as duas seleções pela Copa América, quando o venezuelano tentou bater de ‘cavadinha’ contra o goleiro argentino mas viu a bola ser defendida e sua equipe eliminada da competição. O jogador colorado relembrou o assunto ao comentar seu pedido de dispensa da Seleção Venezuelana.

“É um tema que vem de uma decisão minha. Falei com os dirigentes, disse que não sentia que devesse ir agora. Não apenas pela situação, mas também pelo que vivi na Copa América, como o pênalti. Tenho uma relação muito boa o treinador (Rafael Dudamel). Joguei com ele. Disse que não me sentia em uma boa situação mental (para ser convocado), Minha família sofreu muito. Foram ameaças, algo que as redes sociais permitem fazer. Isso é uma situação real e muito dura”, declarou Seijas segundo o Uol Esporte.

Sem sua convocação para defender a Venezuela, o Inter terá o reforço do meia para as próximas rodadas do Campeonato Brasileiro, em que busca se afastar da zona de rebaixamento e quebrar um incômodo jejum de 12 jogos sem vencer.

“Essa situação não é normal, é a primeira vez que passo por algo assim. Mas isso é o futebol e precisamos trabalhar. Quem me trouxe para o clube não está mais e também tem a pressão, mas é preciso trabalhar todos os dias. O que sempre penso é ajudar o Inter a sair dessa situação. É a primeira vez que passo por isso e não quero que ocorra nunca mais”, finalizou.

(Crédito da foto: Divulgação/Inter)