Com os pés no chão, Thiago Maia planeja futuro na Europa: “quem sabe, no final do ano”

Thiago Maia, volante do Santos, vai em busca do ouro olímpico e planeja futuro na Europa: "quem sabe, no fim do ano"
Ivan Storti/ Flickr oficial do Santos FC

Titular absoluto no Santos de Dorival Júnior, o volante Thiago Maia é um dos 18 atletas convocados para defender a seleção brasileira nos Jogos Rio 2016. Com apenas 19 anos, o roraimense tem o sonho da conquista do ouro olímpico e já planeja seu futuro de maneira cautelosa.

LEIA MAIS:
“ETERNA PROMESSA” DO SANTOS, JEAN CHERA ABANDONA FUTEBOL E VAI MORAR NO INTERIOR
VEJA AS NOTÍCIAS DO SANTOS QUE ESTÃO BOMBANDO NESTA SEGUNDA-FEIRA (18)
EMPRESTADO AO VITÓRIA, MEIA SANTISTA REVELA PODER ATUAR CONTRA O PEIXE
OPINIÃO: NO SANTOS, THIAGO MAIA CAIU DE RENDIMENTO DESDE QUE FOI CONVOCADO

Em entrevista exclusiva ao site A Tribuna, o jogador foi perguntado se poderia seguir os passos dos companheiros de Santos, Zeca e Gabriel, que, também convocados para a seleção, podem não retornar à Baixada e serem negociados. “Já falei que não saio do Santos neste ano. Quem sabe, no final do ano. No meio, não saio”, disse Thiago.

Como justificativa para a vontade de permanecer no time que o revelou, o volante foi sintético: “não me sinto pronto. Falta experiência”. O Menino da Vila acredita que, “se sair agora, vai bater e voltar, porque não está pronto”.

Com a convocação, o atleta de 19 anos pode desfalcar o Santos por até oito partidas (seis do Brasileirão e duas da Copa do Brasil). “Fico triste por isso, mas é um sonho que estou realizando. Vai ser histórico se formos campeões”, admitiu.

Pressão com a amarelinha

Com uma seleção brasileira que vem de maus resultados e ainda em busca do inédito ouro olímpico, Thiago Maia vê uma pressão maior durante a Olimpíada. “Só de vestir a camisa da seleção, já é uma pressão. O segredo é não ter medo. A gente vai ter a torcida do nosso lado. Vai ter pressão, mas jogamos em casa, com torcida, familiares e todo o país a nosso favor”, explicou.

Ainda, o volante também demonstra ansiedade por estar junto a atletas também revelados na base do Peixe. “Vou ficar nervoso, porque vou jogar do lado de Neymar e Felipe Anderson, caras que eu não pude conviver aqui. Vou ficar nervoso, mas vamos em busca do título”, completou.



Jornalista formado pelo Mackenzie (SP) e pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Multimídias pela Anhembi Morumbi (SP). Apaixonado por esportes desde 1994. Especialista de Santos e Futebol Inglês no Torcedores.com. Contato: fernando.amaral.pba@hotmail.com