Dia Mundial do Rock: Slaven Bilic, o técnico roqueiro do West Ham

Slaven Bilic, guitarrista do Rawbau e treinador do West Ham
Crédito da foto: Reprodução/Myspace oficial do Rawbau

O Dia Mundial do Rock é comemorado neste dia 13 de julho e o Torcedores.com destacou Slaven Bilic, técnico do West Ham que também é guitarrista da banda Rawbau.

LEIA MAIS:
DIA MUNDIAL DO ROCK: OUÇA OS HINOS DOS CLUBES BRASILEIROS EM VERSÃO ROCK N’ ROLL
DIA MUNDIAL DO ROCK: DEFESA DO CORINTHIANS TEM MOTIVOS PARA CELEBRAR
ESPECIAL DIA DO ROCK: VEJA ALGUNS ROQUEIROS QUE SÃO FANÁTICOS POR TIMES DE FUTEBOL
DIA MUNDIAL DO ROCK: VEJA OS ROQUEIROS QUE VESTEM O MANTO ALVINEGRO

Slaven Bilic, advogado e guitarrista

Além de ser formado em Direito, Slaven Bilic é o guitarrista do Rawbau, banda croata da cidade de Split que lançou álbum homônimo em 2004, seu único trabalho até a data. Em 2008, a banda gravou a música “Vatreno ludilo” (“Loucura de fogo”, em tradução livre), usada como hino da campanha da Croácia na Eurocopa de 2008, disputada na Áutria e na Suíça. Além de participar da música, Bilic era também o técnico da seleção croata que venceu todos os jogos do Grupo D, avançando em primeiro lugar à frente de Alemanha, Áustria e Polônia. A Croácia foi eliminada nas quartas de final pela Turquia, após disputa de pênaltis.

Slaven Bilic, o jogador

Slaven Bilic atuou como zagueiro e começou a sua carreira no Hajduk Split, da sua cidade natal de Split, na Croácia, pelo qual foi campeão croata na temporada 1991/1992. No verão de 1993, Bilic se transferiu para o Karlsruher, da Alemanha, onde permaneceu até janeiro de 1994, quando foi contratado justamente pelo West Ham, time que comanda agora. A sua estadia nos Hammers foi curta, tendo disputado 48 jogos pelo clube em uma temporada em meia antes de ir para o Everton. A serviço dos Toffees, Bilic não teve tantas oportunidades para jogar e participou de 28 encontros entre 1997 e 2000 antes de retornar ao Hadjuk Split para encerrar a sua carreira.

Pela seleção croata, Bilic disputou 28 partidas, sendo inclusive titular do time da Croácia que chegou às semifinais da Copa do Mundo de 1998 – a Croácia foi derrotada pela França por 2 a 1 e depois venceu a Holanda pelo mesmo placar no jogo de terceiro lugar.

Slaven Bilic, o técnico

A sua carreira como técnico começou em 2001 no mesmo clube que a sua carreira de jogador teve início e fim. Bilic comandou o Hadjuk Split até 2003 e foi treinador de jogadores de seleção nacional, como o goleiro Stipe Pletikosa (ex-Shakhtar Donetsk e Tottenham, hoje no Deportivo La Coruña), o lateral direito Darijo Srna (hoje no Shakhtar Donetsk) e do zagueiro Igor Stimac (ex-jogador do West Ham). Foi selecionador do time sub-21 da Croácia entre 2004 e 2006 antes de assumir a seleção principal, pela qual alcançou 40 vitórias, 14 empates e nove derrotas em 63 jogos. Seguiu-se o Lokomotiv Moscou, em julho de 2012, mas a experiência na Rússia durou apenas 32 jogos (acumulou 13 vitórias, sete empates e 12 derrotas).

Logo após sair do Lokomotiv, em junho de 2013, assumiu o Beskitas e em uma de suas primeiras entrevistas após assumir o comando do emblema turco, afirmou que a sua equipe seria “tão energética quanto o Iron Maiden”. Dando preferência ao 4-2-3-1, o Besiktas teve uma média de 1,65 gols por partida (e 1,02 gols sofridos por jogo) ao longo das duas temporadas de Bilic no banco de reservas do time de Istambul.

No começo da temporada passada, o West Ham decidiu trocar de treinador após o 12º lugar da campanha anterior. Saiu Sam Allardyce e chegou Slaven Bilic. A aposta deu frutos. Os Hammers terminaram na sétima posição e brigaram durante grande parte da temporada com o Manchester United pela vaga na Europa League. As chegadas de Michail Antonio e principalmente do francês Dimitri Payet ajudaram Bilic a tornar o West Ham mais competitivo na Premier League no último ano do clube no Upton Park (ou Boleyin Ground, nome oficial do estádio do West Ham) antes da mudança para o Estádio Olímpico.

Confira abaixo o single “Vatreno ludilo”:

Crédito da foto: Reprodução/Myspace oficial do Rawbau