Pratto revela o motivo que fez recusar a proposta da China: “Sou feliz aqui”

Reprodução TV GALO

O Atlético-MG bateu o Coritiba na noite desta quinta-feira por 2 a 1, no estádio Independência, em Belo Horizonte, pela 15º rodada do Brasileirão. O nome da partida acabou sendo Robinho, autor dos dois gols do Galo. Outro momento importante de ontem foi o retorno do argentino Pratto no ataque atleticano.

LEIA MAIS:

ATLÉTICO-MG X CORITIBA: ASSISTA AOS GOLS DA PARTIDA

MERCADO DA BOLA: EMPRESÁRIO DE FELIPE GEDOZ FALA SOBRE A NEGOCIAÇÃO COM ATLÉTICO-MG

VEJA QUEM SÃO OS JOGADORES DO ATLÉTICO-MG QUE MAIS ACERTAM PASSES NO BRASILEIRÃO

Com boa movimentação e participação sempre ativa no setor ofensivo do clube mineiro, o jogador foi muito aplaudido e causou enorme alvoroço da massa presente nas arquibancadas quando foi chamado para substituir o jovem Carlos, lesionado ainda no primeiro tempo. Nos últimos dias, o torcedor alvinegro ficou angustiado com uma possível saída de Pratto depois de receber uma nova oferta do mercado chinês.

Pela primeira vez, ele explicou os motivos que foram determinantes para sua permanência na Cidade do Galo.

“É verdade que a proposta chegou até, como foi a proposta de janeiro (fevereiro). A proposta anterior mais importante economicamente e também de um time mais importante da China. E esta proposta eu não sei de quem foi, mas o time também não era dos melhores e a proposta não me agradou. A verdade é que eu comuniquei, através do empresário, ao presidente que eu não queria ir embora, que eu queria ficar. Para o clube também não era bom, então ficamos de comum acordo. E todos sabem que sou muito feliz aqui”, disse em entrevista à Rádio Inconfidência.

De acordo com o jogador, seu desejo é fazer história vestindo a camisa do Atlético-MG e para isso é necessário buscar títulos. Portanto ele mira o Brasileirão e também a Copa do Brasil.

“O mais importante para o jogador é fazer história pelo clube que ele está jogando. E hoje, no Atlético, essa competição que estamos jogando é muito importante para o clube. É uma competição que tem muito tempo que não se consegue e seria muito bom conseguir essa conquista. Conseguir outro título da Copa do Brasil também seria bom. A ideia é tentar isso nos meses que restam para finalizar. Vamos brigar pelos títulos que estamos disputando”, completou o argentino.

Vale lembrar que no início da temporada, mais precisamente em fevereiro, o Hebei Fortune fez uma investida e ofereceu 16 milhões de euros, aproximadamente R$ 70 milhões. Na ocasião, o presidente do Atlético-MG, Daniel Nepomuceno, alegou que com a Libertadores da América batendo na porta e o tempo curto para contratar um substituto, preferiu recusar a oferta e o atleta permaneceu. A saída encontrada para aliviar o caixa atleticano, foi a venda de zagueiro Jémerson.

Agora, novamente a China tenta levar o atacante. Desta vez, o Chongqing Lifan, atual 12º colocado do Campeonato Chinês, entregou uma proposta digamos mais “modesta” comparada a anterior. São 7,5 milhões de euros pelo centroavante (R$ 27 milhões). A cúpula mineira não aceitou o negócio e o time chinês acabou fechando com Alan Kardec, atleta do São Paulo.