Paulo Autuori elogia o técnico Roger Machado: “Já é realidade”

Cartola FC
Crédito de imagem: Gustavo Oliveira/Site Oficial do Atlético-PR

Um dia depois de comandar o Atlético-PR na vitória por 3×0 sobre o Cruzeiro, no Mineirão, o técnico Paulo Autuori foi um dos convidados do programa Bate Bola Na Veia, da ESPN Brasil, nesta terça-feira. Ele comentou sobre o bom momento que o Furacão vive, já que ingressou no G4 nessa rodada com 23 pontos. Segundo Autuori, a melhor exibição do seu time no campeonato foi contra o Grêmio.

LEIA MAIS:

Presidente do Grêmio explica por que não demitiu Roger no 1° semestre

Novo reforço do Inter comete erro bizarro no seu primeiro toque na bola; veja

As duas equipes se enfrentaram na décima primeira rodada. Jogando em casa, na Arena da Baixada, o Atlético-PR se impôs diante do Grêmio e aplicou 2×0 com gols de Hernani e André Lima. Mesmo tendo vencido o rival gaúcho, Autuori pode observar de perto o trabalho do técnico Roger Machado, a quem fez grandes elogios na entrevista.

“A gente vem tentando fazer um campeonato equilibrado. Tivemos um bom primeiro tempo contra o Palmeiras, no primeiro jogo, e no segundo tempo desandamos. Depois um jogo duríssimo contra o Atlético-MG, um jogo bom contra o Inter, onde dominanos. Mas o nosso melhor jogo foi contra o Grêmio, que é uma equipe que te obriga a jogar. Muito bem treinada pelo Roger Machado, que já é uma realidade e um dos grandes nomes do futebol brasileiro”, elogiou Autuori.

Longevidade de Roger no Grêmio

Após um surpreendente fim de 2015, com a vaga na Libertadores garantida pelo 3° lugar no Brasileirão, as expectativas sobre Grêmio de Roger Machado aumentaram. Em 2016, os desafios seriam maiores e o próprio técnico disse que a nova temporada deveria ser acompanhada por títulos.

Mas mesmo com a manutenção de 90% do elenco e com o acréscimo de reforços as conquistas não vieram. Eliminações em série: fase de grupos da Primeira Liga, semifinal do Gauchão e oitavas da Libertadores. Ainda assim, o presidente gremista Romildo Bolzan bancou a permanência do treinador.

“Nós da diretoria somos testemunha do trabalho consistente que é feito pela atual comissão técnica. Entendemos que quanto mais tempo de trabalho dermos, mais qualidade teremos. Cabe a nós dar as condições de trabalho a ele. A longevidade do trabalho do Roger não tem vínculo nenhum com os resultados”, explicou Bolzan em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta segunda-feira”.

Com uma filosofia de trabalho que foge à regra do futebol brasileiro, a diretoria gremista faz com que Roger seja o treinador há mais tempo em um clube da Série A. Ele se mantém há um ano e dois meses no cargo e é o recordista entre os colegas da primeira divisão de 2016. Em novembro do ano passado, o técnico renovou o seu contrato até o final de 2017. Recentemente, foi procurado pelo Corinthians, mas não topou conversar.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.