OPINIÃO – Quão bom seria se o problema do Cruzeiro fosse somente o Riascos

OPINIÃO - Quão bom seria se o problema do Cruzeiro fosse somente o Riascos
Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Por Abner Faustino

A declaração do atacante Riascos foi horrível, desrespeitou o clube, os companheiros de equipe e a torcida do Cruzeiro. O colombiano foi ainda mais incoerente na fala porque ele também não está fazendo bons jogos, entretanto, para a diretoria do clube, isso foi um prato cheio.

LEIA TAMBÉM:
MERCADO DA BOLA 2016: ISAIAS TINOCO CONFIRMA QUE CRUZEIRO PROCUROU VASCO PARA O RETORNO DE RIASCOS
GALVÃO BUENO DETONA RIASCOS: “DESRESPEITOU À INSTITUIÇÃO CRUZEIRO”
4 LIÇÕES QUE O CRUZEIRO TIROU DO JOGO CONTRA O FLUMINENSE

Os problemas do Cruzeiro vão muito mais além do que apenas Riascos. Contra o Fluminense, por exemplo, Riascos não marcava o Cícero no primeiro gol e ele também não cometeu um pênalti totalmente desnecessário. Contra o Atlético-PR, Riascos não formava a dupla de zaga e nem foi ele que recuou a bola ridícula do primeiro gol da equipe paranaense.

Indo além, os erros do Cruzeio não começaram hoje, nem ontem e nem no início do ano. Os erros da equipe celeste começaram em 2015, quando a diretoria não soube repor as perdas do elenco bicampeão brasileiro.

Não foi Riascos que contratou o Luxemburgo, não foi Riascos que efetivou o Deivid, e nem foi o próprio Riascos que se “autocontratou”.

Quão bom seria se os problemas do Cruzeiro estivessem resolvidos com a penalização ao atacante Riascos. Infelizmente não. O Cruzeiro precisa de mudanças, de mais coerência e mais presença de seu presidente. Onde está Gilvan quando o barco afunda? Para os momentos bons, ele é o primeiro a aparecer, mas em situações delicados, Gilvan sempre manda seus coordenados Vicintin e Scuro.

E claro, não podia deixar de lembrar do Paulo Bento. O português também tem sua parcela de culpa, e se perder mais algumas partidas com certeza será demitido. Se pensarmos um pouco, a troca de treinador vai servir para quê? Para maquiar os erros da diretoria jogando a culpa em Bento? O torcedor precisa ter inteligência nessa hora tão delicada.