Opinião: Palmeiras sentirá mais falta de Fernando Prass do que de Gabriel Jesus durante as Olímpiadas

Prass
Foto: Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Nesta segunda-feira (18) os jogadores da seleção brasileira se apresentaram ao técnico Rogério Micale, em Teresópolis, para a preparação e disputa dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Com isso, o Palmeiras perde temporariamente dois de seus principais jogadores: o goleiro Fernando Prass e o atacante Gabriel Jesus. Se a seleção chegar até a disputa da medalha de ouro, o Verdão ficará seis rodadas sem os dois atletas.

LEIA MAIS

INTER X PALMEIRAS: CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA

NO BEIRA-RIO, PALMEIRAS VENCE O INTER E MANTÉM LIDERANÇA DO BRASILEIRÃO

Muito tem se falado e elogiado o elenco palmeirense, que terá que dar conta de suprir as duas ausências e manter o nível competitivo que o Verdão vem apresentando desde o início do Campeonato Brasileiro, no qual ocupa a liderança. Entretanto, evidentemente que a saída de dois jogadores da qualidade de Fernando Prass e Gabriel Jesus fará alguma diferença para o time. E apesar do talento que tem e de o atacante ser o artilheiro do Brasileirão, a ausência do goleiro é a que deve pesar mais para o Palmeiras.

Para o ataque o técnico Cuca tem várias opções de qualidade. Se quiser manter o esquema com “falso 9”, pode optar por Dudu, Roger Guedes e Erik. O treinador pode ainda optar pela volta do atacante de referência na área escalando Barrios, de menor mobilidade, ou Leandro Pereira, jogador que se movimenta mais. Há ainda a opção de escalar Rafael Marques, jogador que pode atuar como “falso 9”, referência na área e pelos lados do campo. Esses jogadores, se não tem a mesma qualidade de Gabriel Jesus, garantem que o ataque do Palmeiras continue funcionado bem.

No gol já existem mais dúvidas. Fernando Prass tinha jogado todas as partidas do ano até agora. Os candidatos a substituí-lo são Vágner e Jaílson. O primeiro chegou ao Palmeiras no início desse ano, vindo do Avaí, de Santa Catarina. Aos 26 anos, se destacou no Ituano, campeão paulista de 2014 em cima do Santos e no ano passado jogou pela Avaí, que acabou caindo para a segunda divisão do Brasieirão. Por ter feito um campeonato apenas regular em 2015, jamais ter vestido a camisa de um time do tamanho do Palmeiras e ainda não ter jogado nenhuma partida pelo clube será importante verificar como será sua atuação pela primeira vez como titular do gol do Verdão.

Já Jaílson, a segunda opção para o gol, chegou ao Palmeiras em 2014, vindo do Ceará, quando Fernando Prass estava machucado e o Alviviverde lutava contra o rebaixamento e sofria com falhas de Fábio e Deola. Com carreira feita em times pequenos, ele tem apenas três jogos com a camisa do Verdão, sendo um deles amistoso e desperta dúvidas também de como seria substituir o titular da posição.

Além de um grande goleiro, sem Fernando Prass o Palmeiras perde um de seus jogadores mais experientes e um dos líderes do elenco. Caberá ao técnico Cuca e aos jogadores administrar bem essa situação e fazer o Palmeiras driblar todas as adversidades para manter o rendimento atual nas próximas, manter a liderança e fazer a torcida voltar a comemorar o título brasileiro após 22 anos de espera.



Jornalista formado pela Universidade do Sagrado Coração (USC) de Bauru-SP. Meu esporte preferido é o futebol, mas também gosto de outros esportes olímpicos. Torcedor do Palmeiras.