Opinião: 7 fatos que fizeram o São Paulo ser eliminado da Libertadores

Atletico Nacional x sao paulo
Crédito da foto: Reprodução/ Facebook oficial Copa Libertadores de América

O São Paulo Futebol Clube foi eliminado da Libertadores pelo Atlético Nacional, com duas vitórias do time colombiano. Vários fatores antes, durante e depois das partidas fizeram que o tricolor do Morumbi fosse eliminado da principal competição da América. Veja os principais motivos no top 7:

LEIA MAIS:
“COM 18 ANOS NO FUTEBOL, EU SEI QUANDO UM ERRO É TENDENCIOSO”, DIZ LUGANO
MERCADO DA BOLA: QUAIS FORAM OS ERROS E ACERTOS DO SÃO PAULO NA LIBERTADORES

Pausa da Libertadores: O São Paulo veio de uma classificação heroica diante do Atlético- MG e estava com a confiança no alto. Os jogadores estavam em alto rendimento e a entrega era total no campeonato. Com a pausa da competição por conta da Copa América Centenária, acabou que quebrou o ritmo da competição.

Falta de planejamento da comissão: Como a pausa era iminente, a diretoria deveria ter um planejamento para manter o principal foco na Libertadores, principalmente em manter a equipe mais entrosada e focada.

Lesões de Kelvin e Ganso: Planejamento também envolve poupar os jogadores em certas ocasiões, principalmente com o calendário brasileiro, que contém vários jogos. Os dois eram peças fundamentais para o esquema tático de Bauza e fizeram muita falta na semifinal.

Expulsão de Maicon: Apesar das condições adversas, o primeiro jogo foi no Morumbi com direito a casa cheia e quebra de recorde de público no ano, o jogo não estava fácil, porém estava controlado. A expulsão do zagueiro Maicon, até então referência e capitão da equipe, foi em um lance totalmente infantil da parte do atleta, que por consequência desestruturou o sistema do São Paulo, que perdeu por 2 a 0.

Escalação errada: Para um time que necessitava de uma classificação em Medellín, na Colômbia, deveria ter sido um pouco mais ousado. Bauza insiste em Centurión, que por sua vez, raramente corresponde dentro de campo. Luís Araújo deveria ter jogado desde o início da partida. É jovem, veio da base e com toda certeza tem muito mais talento que o argentino.

Sistema defensivo atrapalhado: Logo no início do jogo, Calleri marcou o primeiro gol e encheu os torcedores de esperança, porém, o Nacional é um time rápido e com toques rápidos. O primeiro gol veio logo em seguida com uma certa atrapalhada da defesa, que não tomou conhecimento de Borja, que, por sinal, infernizou a defesa tricolor.

Arbitragem fraca e incompetente: Mais uma vez a comissão de arbitragem entrou em cena, o juiz Patricio Polic (Chile) se mostrou sem pulso em momentos de tensão, sem falar na falta de critério na hora de apitar.

A Copa Libertadores acabou para o São Paulo, o próximo jogo da equipe será no próximo domingo, contra o rival Corinthians, às 16h, na Arena Corinthians.



Estudante de Jornalismo pela Universidade de Taubaté (UNITAU); Estagiário do Programa Bom Dia Vale (99.9FM) e apresentador do bloco de esportes; Estágio na ACOM ( Assessoria de Comunicação); Amante do esporte