“Não é possível. Ele me empurrou por trás”, diz Hudson transtornado com pênalti não marcado

O São Paulo joga na noite desta quarta-feira (13) contra o Atlético Nacional, no estádio Atanásio Girardot. na Colômbia, precisando vencer o placar por dois gols de diferença. Após um empate em 1 a 1 no primeiro tempo, o volante Hudson deixou o gramado transtornado com a não marcação de um pênalti a favor do Tricolor.

LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA: EMPRÉSARIO DE MARLONE REVELA POR QUE O JOGADOR DESISTIU DO SPORT
SEM GANSO E KELVIN, TRICOLOR RELACIONA 22 JOGADORES PARA ENFRENTAR O ATLÉTICO NACIONAL
VÍDEO: MARINHO “TROLLA” REPÓRTER AO SER PERGUNTADO O QUE FALTOU PARA O VITÓRIA BALANÇAR AS REDES

Em rápida tabela com Michel Bastos na entrada da área, aos 45 minutos do primeiro tempo, Hudson recebeu na área livre para marcar, foi tocado e empurrado pelo zagueiro Bocanegra e o juiz não marcou a penalidade a favor do São Paulo. “Não é possível. Eu estava de frente para o gol, absoluto para fazer o gol, e ele me empurrou por trás”, disse o volante revoltado na saída do gramado.

Assista ao lance:



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.