Mercado da Bola: quais foram os erros e acertos do São Paulo na Libertadores

sao paulo
Foto: Montagem/divulgação/saopaulofc.net

A noite desta quarta-feira não foi nada feliz para os são-paulinos. O São Paulo foi eliminado da Libertadores pelo Atlético Nacional, da Colômbia, e com isso foca agora no Brasileirão. Mas de todas as contratações que o Tricolor fez para a competição qual deu certo e qual deu errado?

LEIA MAIS
CALLERI NÃO JOGA MAIS PELO SÃO PAULO E ATLETA SE DESPEDE NO VESTIÁRIO
SÃO PAULO DEIXA A LIBERTADORES COMO O BRASILEIRO MAIS VITORIOSO NA HISTÓRIA DO TORNEIO
PRESIDENTE DO SÃO PAULO DETONA ARBITRAGEM EM MEDELLÍN E QUER AJUDA DA CBF

Ainda no início do ano, o São Paulo fez seis contratações visando a temporada 2016, dando mais ênfase para a Libertadores. Algumas contratações deram certo, onde conseguiram levar o Tricolor as semifinais da competição. No entanto outras se tornaram decepção e agora o Torcedores.com analisa como foram os reforços do clube para a competição.

O que deu certo: 

Calleri – O argentino foi contratado por um semestre para jogar a Libertadores. Sua contratação foi a aquisição de maior sucesso. Isso porque o atacante anotou 16 gols pelo São Paulo sendo nove deles pela competição continental e saiu como artilheiro da competição.

Maicon – Vindo por empréstimo do Porto em fevereiro deste ano, o zagueiro convenceu a torcida e também a diretoria do São Paulo, que o comprou em definitivo. Maicon foi importante na Libertadores, principalmente no jogo de volta contra o Atlético-MG pelas quartas do torneio, onde ele fez o gol que “matou” a reação do Galo.

Kelvin – Também chegou do Porto e apesar de iniciar seus primeiros jogos no banco, Kelvin convenceu Bauza e atuou como titular boa parte do primeiro semestre. Mas a lesão que o jogador sentiu na coxa fez ele ser desfalque nas semifinais da competição.

Mena – O lateral fez bons jogos pela Libertadores, onde foi o jogador do São Paulo que mais acertou passes no torneio, de acordo com o Footstats: 522.

O que deu errado: 

Kieza – O São Paulo travou uma novela para contratar o atacante junto ao Shanghai Shenxin, da China. Contratou o jogador, mas ele fez apenas um jogo na Libertadores. Kieza atuou na derrota pela estreia da Libertadores, onde ainda errou um gol cara a cara com o goleiro.

Lugano – Uruguaio contratado para substituir Rogério Ceni na liderança do grupo foi “ofuscado” pela presença de Maicon. Dios passou maior parte da Libertadores no banco ou ausente e foi expulso diante do Atlético Nacional.

Má sorte: 

Maicon – Após ser contratado em definitivo pelo São Paulo, Maicon perdeu a cabeça e deu um tapa na cabeça do jogador do Atlético Nacional, no jogo de ida da semifinal. O jogador fez falta no jogo de volta e inclusive foi um das lamentações de Bauza na coletiva pós-jogo.

Kelvin – No dia 23 de junho, no jogo diante do Sport no Morumbi pelo Brasileirão, Kelvin teve um estiramento na coxa. O fato o tirou dos jogos seguinte do São Paulo e principalmente da semifinal da Libertadores.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.