Inter confirma modificações na estrutura do departamento de futebol

Inter
Ricardo Duarte/Inter

Em péssima fase no Campeonato Brasileiro, há sete jogos sem vencer e com novo comando técnico – Paulo Roberto Falcão assumiu na última quarta-feira -, o Inter anunciou uma modificação no seu departamento de futebol. Pedro Affatato, então vice de finanças na gestão Vitorio Piffero, passará a integrar o futebol e trabalhará diretamente com os diretos Carlos Pellegrini e Marcos Marino.

LEIA MAIS:

Inter x Palmeiras: Torcida colorada elege o culpado pela derrota

Edílson revela conversa sincera com Tite para poder voltar ao Grêmio

Na prática, Affatato deverá estar mais presente no vestiário e auxiliar Pellegrini na parte das novas contratações e busca por reforços. Até então, Affatato vinha focado no trabalho relativo às finanças do clube e havia conseguido um aporte de R$ 60 milhões em empréstimo com o Banrisul para saldar algumas dívidas. Havia pendências na contratação de Alex e Luque, além de pagamentos a Forlán e Scocco.

Pedro Affatato havia concorrido ao cargo de presidente do Inter em 2010, quando perdeu o pleito para Giovanni Luigi, então diretor de futebol. Aquela eleição ficou marcada pela ruptura dos movimentos políticos que, juntos, recuperaram o Inter no início dos anos 2000.

O Inter sofre com problemas na área do departamento de futebol desde o início do ano passado. Luis Fernando Costa, vice eleito em dezembro de 2014, e responsável pela contratação do técnico uruguaio Diego Aguirre, acabou falecendo e deixando o cargo vago. Carlos Pellegrini foi alçado ao lugar.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.