Infantino corre risco de ser suspenso da presidência da Fifa. Entenda!

Reprodução/Facebook oficial da FIFA

Mais uma vez a Fifa pode virar alvo de investigações. O atual presidente da entidade, Gianni Infantino, terá de se explicar ao Comitê de Ética da organização sobre uma acusação de quebra do código de ética da Federação, segundo o canal inglês BBC.

LEIA MAIS

Deu zebra! Saiba porque 2004 é considerado o ano da zebra no futebol

“Fico com o sentimento de um dia poder voltar”, diz Calleri em despedida do São Paulo

De acordo com o Uol Esporte, a emissora inglesa reportou que o comitê deseja explicações do dirigente por ter viajado para Rússia e Qatar, sedes das duas próximas Copas do Mundo, em aviões bancados financeiramente pelos governos dos dois países.

Infantino, eleito em fevereiro para substituir o afastado Joseph Blatter, deve ainda nesta semana se encontrar com o Comitê de Ética da entidade para explicações. Caso haja provas que houve a quebra do código de ética, o dirigente será investigado e corre risco de ser suspenso do cargo por até 90 dias.

Em comunicado feito por um porta-voz, Infantino afirmou que as acusações feitas são ‘absurdas’ e ‘não teriam base’, além de se colocar à disposição de uma possível investigação sobre o caso.

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook oficial da FIFA)