GP da Hungria: Saiba quem ameaça a Mercedes

Imagem: Reprodução/Twitter Oficial Mercedes AMG F1.

A última vitória da Mercedes em Hungaroring foi com Hamilton em 2013. Em 2014 quem levou foi Ricciardo e em 2015, Vettel.

Há dois anos a equipe Mercedes não consegue vencer o GP da Hungria que, com uma pista estreita e sinuosa, favorece o pacote da Red Bull e, conforme o próprio chefe da equipe alemã, Toto Wolff, eles estão cientes disso: “Este circuito não tem sido fácil para nós nos últimos dois anos e joga a favor dos pontos fortes de nossos rivais. A Red Bull, por exemplo, é um carro que funciona bem onde um arrasto aerodiâmico maior não é tão penalizado quanto em outros circuitos. Então, em condições de pista molhada e em circuitos de baixa velocidade, como Hungaroring, eles são uma grande ameaça. Nós precisaremos ser perfeitos para terminar à frente nesta pista“.

Além disso, Max Verstappen foi o único piloto a parar a Mercedes em 2016, com uma vitória em Barcelona. Sobre isso, Hamilton comentou: “Desde os problemas em Barcelona, eu tenho sido capaz de cultivar uma atitude mental forte e eu realmente sinto aquele fogo dentro de mim agora mesmo“. Completando ainda que, apesar das preocupações demonstradas pelo dirigente, vem de boa fase e está confiante: “Claro que eu tenho dias bons e ruins como todo mundo. Mas, qualquer que seja a situação, sou capaz de transformar pontos negativos em positivos quando necessário. Estou me sentindo renovado, forte e confiante para a Hungria“.

Rosberg, que agora está apenas um ponto à frente do companheiro de equipe, adicionou: “A batalha está aberta com Lewis e estou me sentindo bem comigo mesmo e ótimo no carro, então manda ver! Mal posso esperar pela próxima batalha entre nós em Budapeste“.

Parece que as crianças da Mercedes estão energizadas… E isso pode ser um bom sinal.



Autora do blog sobre automobilismo Racing Journal: https://racingjournal.wordpress.com/