Falcão quer Inter jogando bem: “O chutão é uma ilusão de 10 segundos”

Falcão
Alexandre Lops/Inter

De volta ao Inter pela terceira vez como treinador, Paulo Roberto Falcão correrá contra o tempo para imprimir a sua filosofia de jogo. Apresentado oficialmente nesta quarta-feira, 13, ele terá três dias de treinamento até enfrentar o Palmeiras, no Beira-Rio, no próximo domingo. Em sua coletiva de apresentação, Falcão frisou que quer vencer, mas que quer alcançar esses resultados “jogando bem”.

LEIA MAIS:

Confira as principais respostas de Falcão em sua apresentação no Inter

Título, Peñarol e queda: relembre a última passagem de Falcão pelo Inter

No entanto, ele sabe que em um primeiro momento será difícil implantar a sua metodologia. Portanto, avalia que o mais importante para domingo é simplesmente vencer o jogo. No futuro, quer um time com a sua cara; que saiba sair jogando e que evite o chamado “chutão”.

“Eu gosto de um time que jogue com a bola, de um goleiro que saia jogando com os pés. E vou tentar. Eu disse que o chutão é uma ilusão de 10 segundos, pois a bola volta. Para evitar o chutão você tem que dar opção, e isso não acontece do dia para noite”, explicou.

Sem vencer há seis jogos e em queda livre no Brasileirão, o Inter precisa fazer as pazes com a vitória e Falcão tem consciência disso. Para tanto, o novo técnico quer o torcedor colorado ao lado do time nesse momento. Ele ainda não planeja muitas modificações visando o jogo de domingo.

“Não dá para planejar muita modificação. A mudança que podemos ter é o torcedor do nosso lado. O momento é para carinho”, salientou Falcão.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.