Em jogo de baixo nível técnico, Majestoso termina empatado; confira a crônica da partida

Foto: Bruno Teixeira/ facebook oficial Corinthians

Na tarde deste domingo, Corinthians e São Paulo duelaram em mais um clássico pela serie A do Campeonato Brasileiro. A Partida terminou em 1 a 1, com gol de Cueva para o lado são-paulino e Bruno Henrique, para os alvinegros.
LEIA MAIS:
Corinthians x São Paulo: Felipe Melo se manifesta a respeito da comemoração de Cueva
No primeiro tempo disputado em Itaquera, após bela jogada individual de Cueva aos 14’, Yago comete pênalti infantil. “Quem sofre, bate”, Cueva inaugurou não só o marcador, mas também com gol a sua estreia pelo tricolor, no canto direito de Cássio, que acertou o lado.
Não demorou muito para o Corinthians empatar, foi com Bruno Henrique, após o chute de Danilo, a bola bateu em Mena e sobrou para o camisa de 25 que – de cabeça – empatou o Majestoso.
Com muitos passes errados dos dois lados, o primeiro tempo não foi recheado de chances claras de gol, mas pode se dizer que o Corinthians foi superior, principalmente explorando jogadas aéreas e os contra golpes.
Aos 27’, após boa jogada pelo lado esquerdo do campo, Bruno Henrique fez Dênis trabalhar, com um chute no contra pé do goleiro tricolor.
O segundo tempo foi digno de fazer o torcedor corintiano pensar no dinheiro que gastou para comparecer à Arena. Os erros de passes continuaram e, do lado corintiano, Romero, de cabeça, exigiu de Dênis uma bela defesa. Porém do lado tricolor, apesar da ausência de poder ofensivo, algumas chances foram criadas, fazendo do São Paulo superior ao Corinthians na segunda etapa. As substituições de Bauza causaram efeito de maneira positiva, enquanto o Corinthians , de Cristóvão, mostrou-se atrapalhado. No lado são-paulino entraram Gilberto, Luis Felipe e Wesley, enquanto os donos da casa mexeram com Elias (voltando de lesão e sem ritmo), Guilherme e Rildo.
Cueva se destacou, mas Dênis foi o melhor em campo, fazendo defesas decisivas. E na equipe da Zona Leste de São Paulo, Fágner foi o melhor, atuando mais significativamente de modo defensivo.
Tendo em vista o futebol apresentado pelo vice líder do campeonato e o melhor brasileiro da libertadores, o empate em 1 a 1 foi justo, no entando, um 0 a 0 apático teria mais a cara da partida.



Estudante de Jornalismo na FIAM/FAAM - 20 anos