Dois nomes já foram riscados da lista de possíveis técnicos do Inter

Inter
Alexandre Lops / Internacional

O Inter segue com dificuldades para definir quem será o seu novo treinador. O clube está sem técnico desde que demitiu Argel Fucks, no último domingo, após a derrota por 1×0 para o Santa Cruz, no Recife – o sexto jogo seguido sem vitória no Brasileirão. Ainda sem “rumo” na busca por um novo profissional, a diretoria colorada fechará esta terça-feira com dois nomes riscados da lista: Mano Menezes e Abel Braga.

LEIA MAIS:

Presidente do Grêmio explica por que não demitiu Roger no 1° semestre

Novo reforço do Inter comete erro bizarro no seu primeiro toque na bola; veja

Segundo informações apuradas pelos jornalistas Sérgio Boaz e Cleber Grabauska, da Rádio Gaúcha, Mano não digeriu o episódio do final de 2014, quando publicamente o presidente colorado Vitorio Piffero disse que ele “não era treinador para o Inter”. Em resposta, meses depois, Mano disse que não trabalharia no Inter enquanto Piffero fosse o presidente e mantém sua postura nesse momento.

O segundo nome descartado é o de Abel Braga. Ele não deseja trabalhar neste semestre e também possui um certo desgaste com a atual direção colorada, conforme relembrou o blog Bola na Rede, da Gaúcha. Assim que eleito presidente do Inter em dezembro de 2014, Piffero mirou em Tite para ser o novo técnico do clube, e o episódio chateou Abel Braga, que havia classificado a equipe para a Libertadores durante o Brasileirão do mesmo ano.

Enquanto segue sem treinador, a tendência é que o auxiliar Odair Hellmann comande o Inter contra o Palmeiras, domingo, no Beira-Rio. Em entrevista concedida nesta segunda-feira, após participar da reunião que definiu o formato da Primeira Liga de 2017, Piffero ressaltou que a busca por um novo treinador se daria “sem correria”. Ele não citou nomes.

 



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.