Descanso? Dana White afirma que trabalhará mais mesmo com venda do UFC

Crédito da Foto: Facebook / Conor McGregor

A venda do UFC para o grupo WME-IMG, confirmada na última segunda-feira (11), encerrou o fim da chamada ‘era Zuffa’ do Ultimate Fighting Championship. Para o presidente da organização, Dana White, a mudança de donos não deve significar que ele deverá ter algum descanso no futuro.

LEIA MAIS

Terroristas do Estado Islâmico decapitaram quatro jogadores de um clube sírio

FIFA 17: Novas técnicas de ataque facilitam a criação de oportunidades

Amigo pessoal dos Fertitta, donos da antiga empresa que controlava a entidade, White seguirá como o chefão do Ultimate. Por este motivo, acredita que terá mais trabalho nas coisas do UFC, já que não terá mais a seu lado Lorenzo Fertitta, que o acompanhava na administração diária da organização.

“Vou ter que tomar a frente, não vou me esconder. Com Lorenzo saindo, sobra mais trabalho para mim. Eu e Lorenzo costumávamos ‘dividir e conquistar’. Com ele saindo, terei que assumir muitas coisas que ele fazia”, disse Dana a um canal de TV dos EUA, segundo o Combate.

A declaração é referência à saída dos Fertitta do UFC, que já era esperada assim que a venda para o WME-IMG fosse confirmada. Os irmãos Frank e Lorenzo ainda manterão uma parte das ações do Ultimate, assim como White.

(Crédito da foto: Facebook / Conor McGregor)