Bauza coloca expulsão de Maicon como “vital” para saída da Libertadores

Maicon - jogadores expulsos
Reprodução/YouTube

Não deu para o São Paulo. O clube foi à Medelín, mas perdeu para o Atlético Nacional por 2 a 1 e deu adeus a Libertadores com direito a uma arbitragem polêmica. Bauza não deixou de enfatizar o juiz da partida desta quarta-feira, mas se lembrou da última semana quando Maicon foi expulso, o que o técnico considerou vital para a eliminação.

LEIA MAIS
CALLERI NÃO JOGA MAIS PELO SÃO PAULO E ATLETA SE DESPEDE NO VESTIÁRIO
SÃO PAULO DEIXA A LIBERTADORES COMO O BRASILEIRO MAIS VITORIOSO NA HISTÓRIA DO TORNEIO
“COM 18 ANOS NO FUTEBOL, EU SEI QUANDO UM ERRO É TENDENCIOSO”, DIZ LUGANO

Edgardo Bauza deu coletiva após a partida e se u ponto principal foi a expulsão de Maicon, onde criticou o juiz da primeira semifinal.

“Quero felicitar o Nacional pela classificação e por ter chegado à final. Depois, creio que a expulsão de Maicon foi vital para o resultado final dessa partida. Se não tivessem expulsado Maicon, poderia ter sido empatada. Óbvio que o Nacional se aproveitou disso, nós continuamos tentando vencer a partida, não nos defendamos bem, e eles ganharam, foi o princípio da queda”, disse.

Já na zona mista, Bauza foi abordado pelos jornalistas e novamente falou sobre o vermelho que Maicon recebeu na última semana e considerou como vital para a saída da Libertadores.

“Isso começou no Morumbi, com a expulsão do Maicon, que não era para expulsar. Se eu disser o que sinto, creio que vão me suspender se eu falar isso. Erros assim tão evidentes não podem acontecer pela ‘jerarquia’ que tem esses árbitros”, contou. “A expulsão de Maicon foi vital. Porque se não tirassem o Maicon, a partida terminaria 0 a 0 e mudava tudo. Foram três jogos de suspensão para o Maicon, uma vergonha. Ali começamos a perder a classificação. O de hoje, a TV mostra tudo”, finalizou.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.