Veja quanto o Fluminense economiza com a saída de Fred para o Atlético-MG

Fred
Getty Images

Com a saída de Fred para o Atlético-MG, o Fluminense pretende ter uma economia nos cofres do clube e também um equilíbrio financeiro para o restante da temporada. Nos bastidores das Laranjeiras, a saída do camisa 9 foi celebrada por conta do alto salário que o atleta recebia na equipe que girava em torno de R$ 800 mil por mês, com contrato até dezembro de 2018, conforme revela o site “Gazeta Esportiva”.

LEIA MAIS:
PETER SIEMSEN NEGA REPOSIÇÃO PARA CAMISA 9 E PRIORIZA CHEGADA DE UM MEIA

Na folha salarial, o Fluminense também terá uma economia de R$ 5 milhões com relação aos valores que o clube carioca bancaria por mês ao centroavante Fred. Na economia que o Tricolor das Laranjeiras pretende fazer estão incluídos os direitos de imagens e também o salário do jogador no clube e no Atlético-MG, o camisa 9 receberá algo próximo de R$ 1 milhão.

Com o alivio financeiro, o Fluminense pretende utilizar os valores que bancava ao camisa 9 para manter o equilíbrio financeiro no clube e realizar novas contratações que se enquadram a folha salarial da equipe. Peter Siemsen foi um dos únicos que não gostaria da saída de Fred, mas nos bastidores foi bastante celebrado pela diretoria.

Antes de deixar o Fluminense, Fred tentava um aumento salarial para receber um aumento de R$ 200 mil e chegar à faixa de R$ 1 milhão no Tricolor das Laranjeiras. Já o Atlético-MG ofereceu algo próximo que ele gostaria de receber, com suporte da Dryworld que almeja ajudar a bancar parte dos vencimentos.



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com