Veja provável escalação do Flamengo para o jogo contra o Figueirense

Flamengo x América-MG
Gilvan de Souza/Flamengo

O Flamengo encara, neste domingo, às 16h (horário de Brasília), o Figueirense em Florianópolis tentando se reabilitar no Campeonato Brasileiro. O time rubro-negro vem de derrota para o Palmeiras em Brasília e precisa dos três pontos no Sul para se manter próximo ou entrar, quem sabe, no G-4 ao término da rodada. O técnico Zé Ricardo manteve o mistério ao longo da semana nos treinos no Ninho do Urubu e, por isso, a escalação da equipe carioca é uma incógnita.

LEIA TAMBÉM:
Réver é regularizado no BID e pode reforçar Flamengo contra o Figueirense
Mercado da bola: Flamengo busca contratação de zagueiro Jonathan Maidana, do River Plate

“Flamengo jamais me pagou uma Coca”, diz ex-presidente Kléber Leite em CPI
Mercado da bola: Flamengo nega empréstimo e mantém Canteros no elenco
Guerrero na Europa? Veja o que o Flamengo tem a dizer sobre o assunto

Só que uma coisa é certa: Zé Ricardo aproveitou a semana livre para dar oportunidade a todos os jogadores do elenco rubro-negro. Testou Ederson como atacante ao lado de Felipe Vizeu, que vem substituindo Paolo Guerrero (na seleção peruana na disputa da Copa América).

A defesa deve ter a estreia de Rafael Vaz, apresentado essa semana na Gávea. O beque, ex-Vasco, deve formar dupla com o jovem Léo Duarte, mas Réver, outro reforço, ficará no banco de reservas. Na proteção da zaga, Márcio Araújo e Willian Arão devem ser mantidos, com ótimos números em desarmes nesse início de Brasileirão, mas há a chance de Cuéllar ser aproveitado desde o início.

Na armação, o Flamengo vem contando com boas atuações de Alan Patrick, mas Mancuello pode entrar também desde o primeiro tempo. Ou seja, a tendência é que Zé Ricardo organize a equipe como no começo do segundo tempo contra o Palmeiras

Dessa maneira, o Flamengo deve entrar em campo contra o Figueirense com: Alex Muralha; Rodinei, Léo Duarte, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo (Cuéllar), Willian Arão, Alan Patrick e Mancuello (Fernandinho); Ederson e Felipe Vizeu.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.