Polêmica! Vice do Grêmio acusa arbitragem e fala em ‘jogo da mão’

Foto: Reprodução/TV Grêmio

Em partida válida pela sétima rodada do campeonato brasileiro, Fluminense e Grêmio se enfrentaram neste sábado (11) em Volta Redonda e empataram em 1 a 1. Jogadores de ambos os lados reclamaram da arbitragem, mas os gremistas saíram enfurecidos do Raulino de Oliveira, não só jogadores, mais também o vice-presidente que condenou a não-marcação de alguns lances que, segundo ele, tirou a vitória do Grêmio.

LEIA MAIS: SAIBA O QUE RAMIRO FALOU PARA O ÁRBITRO ANTES DE SER EXPULSO

Alberto Guerra não poupou criticas ao arbitro por expulsão do volante Ramiro, não-marcação de um pênalti para o Grêmio e um toque de mão no lance que resultou no gol de empate do Fluminense, marcado por Marcos Júnior.

“É difícil investir tanto no time e ver o time ser assaltado. O jogo vai ser conhecido pelo jogo da mão. Teve mão do Henrique, no gol deles, o domínio foi de mão, e meteram a mão. O Grêmio vai tomar providencia, estamos de cabeça quente, mas vamos estudar. Alguma coisa será feita”

De acordo com publicação do GloboEsporte.com, Guerra ainda isentou Ramiro da expulsão e comparou futebol com ‘ballet’ ao explicar o lance e a reclamação antes da expulsão.

“O que o Ramiro disse, todos os outros 21 jogadores disseram. Futebol não é ballet. Os lances que estamos reclamando é o que todo mundo viu, menos três pessoas. Não tem como não se indignar. Seria estranho se não houvesse indignação. É natural que eles se indignem. Não acho positivo nem negativo. Eu gostaria que o juiz não desse chances para eles ocorrerem”, concluiu Alberto.

Com empate, o Grêmio segue na vice-liderança do campeonato com 14 pontos. Deve voltar a campo na quarta-feira em jogo contra a Chapecoense na Arena Condá, ás 19h30.

 



Apaixonado por futebol, amante da Fórmula 1, comentarista político quando necessário e peladeiro sempre.