Opinião: Será que Gabriel Jesus desencantará em clássicos?

César Greco/Ag. Palmeiras

Desde que chegou ao profissional do Palmeiras no ano passado, Gabriel Jesus, 19 anos, tem sido um dos destaques positivos da equipe, o garoto começou aos poucos, entrando ao decorrer das partidas, o primeiro treinador ter o futebol do jovem a disposição foi Oswaldo de Oliveira e o treinador creditou parte de sua demissão do Verdão por causa da pressão em escalar o jovem jogador. Em um ano e meio um fato “perturba” Jesus, não ter balançado as redes em nenhum clássico até aqui.

LEIA MAIS:
Jornalista do SporTV comete gafe com Ramsey e internautas não perdoam
NO TWITTER, MAURO CEZAR É ALVO DE CRÍTICAS POR PARTE DA TORCIDA DO ATLÉTICO-MG

Um dos ídolos e símbolos da torcida do Palmeiras, Gabriel Jesus, ainda batalha por seu primeiro gol em clássicos no profissional, nas categorias de base, o atacante era matador e não perdoava os grandes rivais do Estado, nas categorias de base do Verdão disputou 6 clássicos e marcou 6 gols.

O próprio atacante se cobra por não ter feito gols nos grandes clássicos estaduais. “Pô, eu me cobro demais. Na base eu fiz nos três grandes, em decisões, aqui ainda não. Mas estou pronto e bem focado para fazer gol na primeira oportunidade que aparecer”, disse em entrevista ao Lance!.

Até a partida de amanhã contra o Corinthians, Jesus disputou 16 clássicos como profissional, passando em branco em todos e nos últimos dois clássicos disputados, Santos (Semifinal Paulistão) e São Paulo (Brasileiro 2016), o atacante teve atuações discretas, porém, contra o Corinthians no Paulistão (2016), o atacante foi bem e bagunçou bastante a defesa do Corinthians, Yago que o diga.

Mas o que será que falta para Gabriel Jesus desencantar em clássicos? Seria jogador de jogos menores? Sentiria a pressão? Nada disso, o jovem atacante já deu provas que é um jogador de culhão, foi decisivo em grandes partidas, como contra o Cruzeiro na Copa do Brasil do ano passado e contra o Rosário Central na Libertadores desse ano, quando o jovem foi constantemente provocado e marcou 2 dois gols.

Inclusive seus números na temporada são melhores do que seu ano de estreia, já superou os gols marcados com menos partidas, é o artilheiro do Verdão no Brasileirão com 4 gols em 6 partidas e tem uma média muito boa de gols na carreira, em 60 partidas foram 20 gols, ou seja, um gol a cada três jogos.

Portanto, Jesus não deve se preocupar, nem se cobrar com a falta de gols em clássicos, acontece que a estrela do jovem jogador ainda não brilhou contra os rivais, e seus companheiros tem sido carrascos dos rivais e dado conta do recado. É questão de tempo para a estrela de Gabriel brilhar em clássicos, o atacante tem futebol e potencial para desequilibrar, como o jogador bem disse é importante estar pronto e focado.



Jornalista em formação. Fanático por esportes, principalmente futebol. Vivo em busca de desafios e oportunidades que a vida me proporciona.