Miesha Tate reitera rivalidade com Ronda Rousey

Reprodução/Facebook

Atual detentora do cinturão feminino dos pesos-galo do UFC, Miesha Tate terá Amanda Nunes pela frente em julho, no UFC 200 em sua primeira defesa de título. Mas a lutadora também mira um desafio para o futuro: finalmente vencer sua maior rival e ex-campeã da categoria, Ronda Rousey.

LEIA MAIS

Palmeiras x Corinthians: Relembre provocações marcantes do Dérbi

Mais um! Ex-rival de José Aldo é pego no antidoping do UFC

Em entrevista ao site oficial do Ultimate, ‘Cupcake’ reiterou que a rivalidade entre ela e Ronda ainda continua e diz que, mesmo tendo perdido as duas lutas que fez para ‘Rowdy’, acredita que a terceira pode ser a chance de conquistar a vitória sobre a rival.

“A Ronda tem sido uma presença forte no esporte. As pessoas querem saber como ela vai voltar depois de uma derrota devastadora. Nossos nomes estão lado a lado. Nossa rivalidade já entrou para a história. As pessoas ainda me perguntam ‘Isso é real? Vocês realmente não se gostam?’ e eu digo que é real e que não gostamos mesmo uma da outra. Acho que à essa altura sei que tem que haver uma terceira luta. Sei que posso vencê-la”, declarou Tate segundo o Lance.

A chance de Miesha Tate reencontrar sua rival pode acontecer caso vença Nunes e o UFC se decida por Rousey ser sua próxima rival, a menos que Holly Holm, que tirou o cinturão de Ronda e o perdeu para Tate, seja designada como desafiante, caso passe por Valentina Shevchenko.

(Crédito da foto: Reprodução/Facebook)