Mercado da bola: 17 sul-americanos que ficam sem contrato em junho de 2016

Foto: Montagem/Divulgação

O mercado da bola no Brasil já está bem movimentado e ficará ainda mais a partir do dia 20 deste mês, quando será aberta a janela de transferências internacionais. Por isso, o Torcedores.com fez uma lista de jogadores sul-americanos que estará livre para assinar com qualquer equipe a partido dia 30 de junho e que seriam ótimos reforços para as equipes brasileiras para o restante da temporada.

LEIA MAIS:

VEJA QUAIS SÃO OS 28 JOGADORES DA MLS QUE DISPUTAM A COPA AMÉRICA CENTENÁRIO
VEJA AS NOVIDADES NAS NEGOCIAÇÕES DO PALMEIRAS
CONFIRA A “SELEÇÃO BRASILEIRA” DE ATLETAS QUE FICAM LIVRES EM BREVE E PODEM SER BONS REFORÇOS
VEJA A “SELEÇÃO MUNDIAL” DE ATLETAS QUE FICAM SEM CONTRATO EM JUNHO DE 2016

GOLEIROS:

Sebastián Saja (Racing-ARG)

Mercado da bola
Foto: Getty Images

Desde 2011 na equipe, o goleiro argentino, de 37 anos, não vai renovar seu contrato e pode ser uma bela opção para clubes que necessitam de experiência em suas metas. No Brasil, Saja já defendeu o Grêmio e não seria uma novidade para ele voltar ao país neste mercado da bola.

Mauro Goicoechea (Toulouse-FRA)

Revelado no Danubio-URU, o arqueiro de 28 anos disputou o último Campeonato Francês pelo Toulouse e tem passagens por Roma-ITA e Arouca-POR. Ainda jovem, Goicoechea teve passagens pelas equipes sub-17 e sub-20 da seleção uruguaia.

ZAGUEIROS:

Martín Cáceres (Juventus-ITA)

Mercado da bola
Reprodução/Instagram

Polivalente, o uruguaio de 29 anos pode atuar também nas duas laterais, de forma mais defensiva. Após quatro temporadas, o defensor deixará a Juventus e ainda não definiu que clube jogará.

Martín Demichelis (Manchester City-ING)

Com 35 anos e muita experiência na bagagem (50 jogos pela seleção argentina), o zagueiro, que também pode atuar como volante, estará livre e teria espaço em qualquer clube brasileiro. Na Argentina, o Rosario Central já faz contato para contratá-lo pelos próximos anos.

Cristián Zapata (Milan-ITA)

O beque colombiano, de 29 anos, fechou seu ciclo no Milan e está livre a partir do dia 30 para jogar em qualquer outro clube. Ótima alternativa para clubes que ainda buscam zagueiros, como o Flamengo. Seu salário entretanto não deve ser baixo.

Facundo Rocaglia (Fiorentina-ITA)

O ex-zagueiro do Boca Juniors não vai continuar na Fiorentina, equipe pela qual atuava desde 2012 (passou um ano emprestado ao Genoa-ITA neste período). Aos 29 anos tem experiência e potencial para reforçar qualquer equipe do Brasil neste mercado da bola.

LATERAIS:

Walter Ayoví (Monterrey-MEX)

O experiente lateral de esquerdo equatoriano, de 36 anos, é especialista em bolas paradas e defende a seleção do Equador constantemente. Até o momento são 113 partidas e oito gols jogando por seu país e, inclusive, é titular na equipe que disputa a Copa América Centenário.

Rodrigo Alborno (Inter de Milão-ITA)

Contratado ainda muito jovem pela Inter como grande promessa do Paraguai, em 2012, o lateral esquerdo não conseguiu estourar na Itália, acabou jogando no time B e emprestado ao Cittadella. Agora, aos 22 anos, poderia ser uma boa aposta para mostrar tudo o que pode.

Ezequiel Schelotto (Sporting-POR)

Mercado da bola
Crédito da foto: Divulgação/Site Oficial do Sporting

O argentino naturalizado italiano atua na lateral direita e tem vasta experiência na Europa apesar de seus 27 anos. Começou a carreira no Banfield-ARG, mas se transferiu bem cedo para Cesena, da Itália, e no país ainda atuou por Atalanta, Catania, Inter de Milão, Parma, Sassuolo e Chievo Verona. Na última temporada jogou pelo Sporting, mas não ficará no clube português.

MEIO-CAMPISTAS:

Gustavo Colman (Rosario Central)

Depois de fazer uma boa Copa Libertadores pelo time canalla, o volante, de 31 anos, chegou a um acordo com a diretoria do clube e terminou seu contrato que ainda tinha seis meses de duração. Está livre no mercado da bola e seria uma ótima opção por ter forte marcação, um bom passe e boa saída de bola.

Héctor Canteros (Flamengo)

O volante argentino tem seu contrato com o time carioca terminando um pouco depois, no dia 11 de julho, mas também entra nesta lista como uma boa opção para o mercado da bola. Pouco utilizado nesta temporada, nunca conseguiu o mesmo destaque no Fla que teve jogando pelo Vélez Sarsfield, e não deve renovar seu vínculo.

Ricky Álvarez (Sampdoria-ITA)

Destaque no Vélez Sarsfield na campanha da Libertadores 2011, quando o time foi semifinalista, o meia argentino se transferiu em seguida ao Sunderland, da Inglaterra, mas acabou emprestado nos dois anos seguintes à Inter de Milão. Tem nove partidas pela seleção da Argentina e na última temporada atuou pela Sampdoria, mas não ficará no time de Gênova.

Jonás Gutiérrez (Deportivo La Coruña-ESP)

Mercado da bola
Foto: Laurence Griffiths/Getty Images

O meia esquerda, que pode atuar também como ala, está livre após passar a última temporada jogando na Espanha, pelo La Coruña. Aos 32 anos, o argentino, que tem 22 jogos pela seleção de seu país, venceu a batalha contra um câncer nos testículos em 2014. Totalmente curado, seria uma excelente alternativa por sua técnica a velocidade. Na metade do ano passado negociou com o Vasco para a disputa do Brasileirão, mas as duas partes não chegaram a um acordo.

Luis Aguiar (Peñarol-URU)

O meia de 30 anos disputou a última Libertadores pelo time uruguaio e já atuou no Brasil pelo Vitória, em 2014. Com um estilo articulador de jogadas e organizador, tem boa chegada ao ataque e chuta bem de fora da área.

Gastón Ramírez (Southampton-ING)

Contratado em 2012 como uma joia do Uruguai, o meia foi logo emprestado ao Cagliari-ITA e ao Hull City-ING. Após boas atuações, ganhou sua primeira chance no Southampton duas temporadas depois e foi bem no início, mas caiu na segunda parte da temporada. Acabou novamente emprestado até o fim de seu contrato neste ano. Canhoto, habilidoso e criativo, o meia de 25 anos seria uma boa aposta para os clubes brasileiros. É titular no Uruguai que disputa a Copa América Centenário.

ATACANTES:

Maxi Rodríguez (Newell’s Old Boys)

Mercado da bola
foto: Getty Images

Outro atleta experiente (35 anos), mas que pode ainda ser muito bem aproveitado. Destaque do Newell’s nos últimos quatro anos, tem ótima passagem pela seleção argentina, com 57 jogos e 16 gols. Ainda negocia renovação com a equipe de Rosario, mas ainda não definiu se continuará ou buscará um novo desafio.

Sebastián Fernández (Nacional-URU)

O rápido atacante, de 31 anos, participou da bela campanha do Nacional na última Libertadores e ficará sem contrato no dia 31 de julho. Ótima opção para atuar como segundo atacante ou pelos lados de campo.