Mari Paraíba é testada para vaga nas Olimpíadas

Reprodução/Instagram

Na última sexta-feira, dia 10 de junho, Mari Paraíba voltou a jogar pela seleção brasileira de vôlei feminino no Rio de Janeiro. O time venceu o Japão por 3 sets a 0. Mari entrou na terceira parcial substituindo Fernanda Garay, junto com Adenízia no lugar de Juciely.

LEIA MAIS:

DEFINIDA A PRIMEIRA FASE DO POLO AQUÁTICO NAS OLIMPÍADAS, BRASIL ENFRENTA CAMPÕES

MARI PARAÍBA PODE SE MUDAR PARA A SUÍÇA

WENDELL LIRA QUASE NÃO JOGOU EM 2015 E ESTÁ MAIS ATIVO NAS IGREJAS QUE EM CAMPO

Essas substituições tiveram o objetivo de testar as suplementes que entrarão para as últimas vagas da seleção no Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. O técnico da seleção José Roberto terá de selecionar 12 atletas das 19 convocadas por ele para essa temporada.

O trabalho do técnico será um pouco mais fácil, já que Monique pediu dispensa por motivos pessoais. Das 18 restantes, ele já conta com 9 nomes para a seleção olímpica de vôlei feminino, sobrando apenas 3 vagas. Entre as posições, que José Roberto precisa definir, estão a segunda levantadora, a terceira central e a última atacante.

Mari sabe do desafio que tem pela frente, em entrevista para o UOL disse que está disputando com “quatro grandes jogadoras” e sabe da sua função, por isso vem se esforçando para melhorar e ser convocada. “Sei que vai ser difícil, mas nada é impossível da minha parte, vou dar o melhor sempre para conseguir essa vaga”, contou ela.

Durante o Grand Prix, o time foi bem requisitado pelo técnico que fez um rodízio entre as centrais. Na próxima partida, desse domingo 11 de junho, o técnico pretende escalar Fabiana e Thaisa na formação principal. Resta saber se o técnico escalará mais uma vez Mari Paraíba durante a partida.