Lutador é banido de torneio de MMA após homenagear a Al-Qaeda

Crédito da foto: Reprodução/Youtube

Uma polêmica acerca o mundo do MMA europeu. O lutador turco Aziz Karaoglu foi banido do KSW (evento polonês de artes marciais) após usar um hino da Al-Qaeda durante sua entrada no combate contra Mamed Khalidov, realizado em 27 de maio. Ele também não informou para a organização o teor da música utilizada, o que irritou a entidade, que cancelou seu contrato imediatamente.

VEJA MAIS
MMA: RONDA ROUSEY PODE SER ‘EMPRESTADA’ A OUTRA CATEGORIA; ENTENDA

O KSW investigou o caso depois de denúncias dos fãs e identificou que Karaoglu utilizou o hino “Na’am Qaatil”, um cântico jihadista frequentemente entoado pelos terroristas. Segundo o KSW, isso poderia manchar a reputação do evento e causar ira do público que acompanha às lutas. Aos 39 anos de idade, o atleta tinha um cartel de nove vitórias e sete derrotas no total.

Confira abaixo ao comunicado oficial do KSW:

“Aziz Karaoglu quebrou o contrato que fez com o KSW ao violar as normas morais e de comportamento social contidas no documento que ele assinou, colocando uma luz negativa sobre o evento. Sua atitude fez com que o KSW corresse o risco de ter manchada a sua marca, e de se envolver em escândalos, além de insultar a opinião pública e determinados grupos sociais. O KSW faz questão de enfatizar que Aziz Karaoglu forneceu ao evento a controversa música “Na’am Qaatil”, que se tornou um hino dos jihadistas para que fosse tocada em sua entrada no último dia 27 de maio. Karaoglu selecionou intencionalmente a música e errou ao não informar seu conteúdo à organização do evento. Por isso, o lutador teve seu contrato rescindido e foi multado em £ 147 mil (aproximadamente R$ 810 mil). O KSW deixa claro que rejeita toda e qualquer mensagem negativa e discriminatória associada a essa música.”



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.