Jogadores do Botafogo minimizam cobranças da torcida

Mercado da Bola
Crédito de imagem: Vitor Silva/SS Press/Botafogo

O Botafogo segue treinando para o próximo compromisso da equipe no Campeonato Brasileiro, neste domingo (12), contra o Vitória. A equipe parece não ter sentido os efeitos da invasão de um grupo de torcedores na última terça (7) durante o treinamento do dia.

LEIA MAIS

BRASIL x HAITI: O 7×1 na minha visão de futebol

Técnico do Pescara deixa de comemorar acesso à 1ª divisão para consolar rival

Os jogadores treinaram nesta quinta (9) no Cefat, em Niterói (RJ) e comentaram sobre a pressão e a cobrança da torcida em cima da má fase do time. Para Diogo Barbosa, a cobrança interna feita pelo grupo tem influência muito maior do que a feita externamente.

“A cobrança vai sempre existir. Estamos no Botafogo, que é um time grande e acostumado a vencer. A equipe começou a não vencer e também a não jogar bem. Os torcedores foram lá, falaram o que pensavam, de forma pacífica. Mas a cobrança interna é muito maior. Sabemos que podemos render bem mais, como foi no começo da temporada. Conversamos sobre isso nas nossas ‘rodinhas’ e as coisas tendem a melhorar, já que tivemos a semana inteira para treinar”, declarou o jogador segundo o Globoesporte.com

O volante Airton ressaltou as palavras do colega e disse que o grupo não se sentiu afetado de nenhum modo com os fatos ocorridos na última terça.

“A gente está em um clube muito grande, que é o Botafogo. A cobrança vai existir a toda hora. Essa é a profissão que escolhemos e temos que saber e conviver com isso”, apontou.

A equipe continuará treinando no Cefat até o sábado (11), quando encerra-se a preparação para o jogo diante do Vitória, em Volta Redonda.

(Crédito da foto: Vitor Silva/SS Press/Botafogo)