Herói francês na Euro já se dividiu entre futebol e trabalho como vendedor

Reprodução

O Stade de France foi o palco da afirmação de um francês que há pouco mais dez anos se dividia entre o sonho de se tornar jogador de futebol e a realidade do trabalho como vendedor em uma loja de roupa. Trata-se do meia Dimitri Payet, o grande herói da vitória dos anfitriões na estreia da Eurocopa 2016 sobre a Romênia por 2 a 1.

LEIA MAIS
PAYET FAZ GOLAÇO NO FIM, DÁ A VITÓRIA A FRANÇA E SAI CHORANDO DE CAMPO; VEJA

O jogador do West Ham deu a assistência para Giroud abrir o placar e marcou o golaço que sacramentou o triunfo da França. Payet chorou ao ser substituído por Sissoko e emocionou a todos que assistiam o jogo de abertura do torneio.

Apesar de ser cada vez mais decisivo com passes e chutes certeiros, Payet nem sempre pôde se dedicar 100% ao futebol.

Em 2005, quando aos 18 anos ainda buscava seu espaço, ele dividia a sua rotina entre os treinos no Nantes e o trabalho como vendedor de roupas (assista ao vídeo abaixo). Como estava no time amador do clube e disputava jogos da quarta divisão francesa, Payet buscou o emprego para ter alguma renda.

Mais de dez anos depois, Payet é desejado por grandes times da Europa e, segundo especulações da imprensa inglesa, o West Ham só aceita vender seu jogador por 60 milhões de euros (cerca de R$ 231 milhões). O time inglês pagou cerca de R$ 50 milhões para tirar o meia do Olympique de Marselha em junho de 2015.

Assista o choro de Payet:



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.