Goleiro da Espanha é acusado de abuso sexual, diz jornal

Getty Images

O goleiro De Gea, do Manchester United e da seleção da espanhola na Eurocopa, está sendo acusado de participar de um caso de abuso sexual na Espanha junto com o atacante Munian, do Athletic de Bilbao. A informação é do jornal El Diario, que mostrou os documentos da Justiça.

De acordo com uma testemunha, que não teve sua identidade revelada por segurança,  Ignacio Allende Fernández, um empresário do mundo pornô, levou duas garotas até o quarto de um hotel cinco estrelas em que estavam os atletas. “Tanto a garota como a testemunha foram abusadas sexualmente pelos dois jogadores, já que se negavam fazer sexo, eram agredidas por eles. Eles fizeram ameaças para o que aconteceu no quarto nunca se tornasse público”, diz um trecho relatado pela publicação.

A testemunha conta que pediu para ir embora, mas teve seu pedido negado até que fizesse todas os desejos dos jogadores. E o dinheiro pelo programa feito nunca foi repassado para a garota.

De Gea, teria feito ainda uma nova proposta para a garota fazer um programa com ele e outros quatros jogadores do Manchester United, mas até o momento não há evidências que esse programa foi realizado.

O caso teria acontecido em 2012, quando De Gea e Munian defendiam a seleção sub-21 da Espanha.

Procurados pelo jornal, o empresário de Muniain disse não saber da história. “Desconhecemos completamente o assunto, ninguém da polícia entrou em contato conosco para obter nenhum tipo de informação”. Já os representantes do goleiro não foram localizados.