Gabriel Jesus? Cuca confirma que ‘Palmeiras não vende ninguém até dezembro’

Cuca: "Barcelona segue Gabriel Jesus há muito tempo"
César Greco/Ag. Palmeiras

O mercado da bola segue agitado no futebol brasileiro e o Palmeiras é um dos clubes que mais luta para não perder suas estrelas na janela de transferências internacionais. O principal jogador especulado em gigantes do Velho Mundo é Gabriel Jesus, observado de perto por Real Madrid, Bayern de Munique, Juventus, Inter de Milão, entre outros. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Cuca tranquilizou a torcida alviverde quanto a uma possível saída do camisa 33. Ao menos, até dezembro.

LEIA TAMBÉM:
Cuca terá importante desfalque no Palmeiras para clássico contra Corinthians; confira quem é 

Vai, ‘Plass’! Goleiro do Palmeiras visita Maurício de Sousa e vira amigo do Cebolinha
Começa a pré-venda da camisa II do Palmeiras; veja
Palmeiras: Allianz Parque receberá grande evento de pôquer em julho

Questionado sobre a chance de Gabriel sair nessa janela de meio de ano, o treinador do Verdão revelou que a diretoria bancou a permanência de todo o elenco até dezembro. Isso também inclui outros nomes que vinham “perigando” em sair da Academia de Futebol, como o atacante Jonathan Cristaldo, que vinha sendo sondado pelos mercados mexicano, italiano e russo.

“Vou falar o que ouvi aqui dentro: que este ano não perde ninguém. Então eu estou tranquilo. Momento de sair nunca sabemos, se é o momento ou não. A vida de um jogador de futebol é ingrata. Às vezes você não sai, tem uma lesão, e às vezes o cavalo não passa mais. Todos, com 19 ou 20 anos, poderiam e deviam ficar mais. Mas como faz para lutar com 24, 30 milhões de euros? Sendo que o jogador não é só do Palmeiras. A outra parte é de uma agente, outra de outro. Eles não pensam no Palmeiras e entram na cabeça do profissional. Não é um caso de um clube. Envolve outros fatores. Mas este ano não”, assegurou Cuca.

Como o técnico do Palmeiras disse, o clube não tem o passe inteiro de Gabriel Jesus. Pelo contrário, o Verdão só tem 30% dos direitos econômicos do atacante de 19 anos. O restante está dividido entre o próprio atleta (15%), o agente Cristiano Simões (32,5%) e Fábio Caran (22,5%), seu ex-empresário.

A principal arma do clube é a multa rescisória avaliada em 40 milhões de euros (R$ 156,5 mi) para o exterior. O contrato de Gabriel, todavia, prevê um valor menor para cinco grandes clubes da Europa: Barcelona, Bayern de Munique, Manchester United, Paris Saint-Germain e Real Madrid: 24 milhões de euros (aproximadamente R$ 94 mi).



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.