Ex-dirigente do Grêmio revela que Drogba esteve perto de vir para o clube

(Foto: Reprodução / YouTube)

Rui Costa, diretor executivo de futebol do Grêmio até maio passado, revelou em entrevista à Rádio Gaúcha que o clube pensou alto e tentou contratar o astro marfinense Didier Drogba em 2013.

LEIA MAIS:
Veja as razões que explicam o empate entre Fluminense e Grêmio 
Brasileirão: saiba quais times terão mais jogos transmitidos pela Globo até a 21ª rodada 

“Tivemos nomes que talvez dariam uma catarse na torcida ou até uma situação emblemática no futebol mundial. Era o primeiro ano da Arena, em 2013, e tínhamos um projeto de um jogador que fosse impactante. Ele foi contatado e inclusive recebeu a camiseta do Grêmio. Por muito pouco não acabou vindo para o Grêmio”, contou Rui.

Questionado se o atleta em questão se tratava de Drogba, Rui Costa confirmou e disse que o atacante conheceu a história do Tricolor e as características de Porto Alegre.

“Ele fazia parte do nosso projeto de trazer para a Arena e para o Grêmio uma autoestima muito forte. Houve sim uma sondagem, uma conversa, não diretamente com o atleta, pois ele é um profissional que tem um staff muito grande. Mas posso dizer sem nenhuma indelicadeza que ele conheceu sim a história do Grêmio, conheceu sim o Grêmio, conheceu a camisa do clube, conheceu as características da cidade e as características culturais do nosso país. Tudo isso chegou a ele”, detalhou.

O ex-dirigente ainda contou que o zagueiro Lugano, que na época defendia o PSG-FRA, foi outro grande nome do futebol mundial que quase defendeu o Grêmio, porém, os altos salários do uruguaio emperraram o negócio.

“O Lugano estava dentro de um perfil de identificação que tínhamos com a história do Grêmio, por tudo que representava na história do seu pais. A ideia era trazer um jogador que transcendesse a questão desportiva, que fosse um emblema. Cheguei a conversar com ele na sua casa no Uruguai, conversamos um dia inteiro. Ele jogava na época no PSG e o salário era proibitivo. Ele trouxe para o São Paulo aquilo que imaginávamos trazer para o Grêmio. Ele colaboraria muito conosco. Foi feita uma conversa muito próxima com ele, depois tentamos de novo, mas naquela época ele tinha um vínculo importante com o PSG e ficaria muito difícil de fazer esta troca entre PSG e Grêmio”, disse.

 

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)