Em entrevista coletiva, Lucas Lima fala sobre Europa, Seleção Brasileira e aumento salarial; confira

Lucas Lima

No último domingo (26), o Santos venceu o clássico contra o São Paulo, por 3 a 0, em partida disputada no Pacaembu, válida pelo Campeonato Brasileiro. Um dos destaques do jogo foi o meio-campista Lucas Lima. Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (27), no CT Rei Pelé, o maestro santista falou sobre a vitória contra o Tricolor e sobre uma possível transferência para a Europa.

O camisa 20 do Peixe , voltou a participar de uma partida como titular, após retornar da Seleção Brasileira e fazer um trabalho de recondicionamento físico. Além de iniciar a jogada do primeiro gol, marcado por Vitor Bueno, Lucas Lima fechou o placar com um gol de falta.

“Não foi só uma partida minha que foi boa, a equipe foi convincente. Quando o grupo se desempenha, o individual aparece”, disse o meia.

O atleta também falou sobre o clima que envolveu o clássico, que contou com os jogadores dos dois times chegando no mesmo ônibus e com a expulsão de Lugano.
“É do momento, do clássico. Sempre tem um empurrão, provocação. É do calor da partida, foi legal. Se tivesse que ir junto com eles (são-paulinos) no ônibus da volta também, teria que pedir uma carona pra ir separado”, disse.

Apesar de ter comentado após o clássico que teria conversado com o atacante Hulk sobre o Zenit, o jogador do alvinegro praiano negou que a conversa sobre o clube russo tenha acontecido por conta de uma proposta para deixar o Peixe.

“Minha conversa com o Hulk foi normal, durante o jantar, ele também quis saber do Santos. Na época, nem sabia do interesse do Zenit. Fiquei sabendo há três dias”, explicou o jogador.

Aos 26 anos, o jogador que é um dos principais jogadores que atuam no futebol brasileiro, não negou que deseja atuar na Europa.

“Tenho o desejo de sair, sim. Se isso não acontecer, fico até o fim do contrato, saio livre. No futebol tudo pode acontecer. É uma possibilidade, eu poderia ganhar bem mais. Poucos veem isso. Temos que conversar”, disse o meio-campista.

Durante a coletiva, Lucas Lima foi perguntado se fosse o presidente do Santos, Modesto Roma Jr, se preferia se manter no elenco ou vender, o camisa 20 respondeu em tom de brincadeira.

“É um bom ter um jogador como eu no elenco (risos). Tem que valorizar, né”, opinou o jogador.

O maestro santista também foi questionado sobre um possivel aumento dalarial que o mandatário alvinegro havia prometido após a conquista do Campeonato Paulista, contra o Audax.

“Verdade! Tinha esquecido. Mas está tranquilo, Modesto é meu parceiro”, disse Lucas Lima.

Após a saída de Dunga, o ex-técnico do Corinthians, Tite, assumiu o cargo na Seleção Brasileira. Para o camisa 20 do Peixe, uma transferência para a Europa poderia “atrapalhar” seu futuro na Seleção.

“Seleção Brasileira está em aberto. Ninguém sabe quem o Tite vai convocar. Estou pensando dia após dia. Minha meta era voltar a jogar em alto nível. Tenho condição de estar na Seleção. Se eu tiver que sair para a Europa, vou ter que me adaptar e perder espaço na Seleção”, avaliou.

Após a vitória contra o São Paulo, o Santos chegou  na terceira colocação do Brasileirão, com 19 pontos. O meio-campista destacou o trabalho de Dorival Jr.

“Ele está conseguindo melhorar de não perder a intensidade, de não perder a bola. Antes éramos mais rápidos, mas perdíamos a bola. Nosso time está acreditando mais, sabemos que podemos chegar, brigar por G4. Santos tem que brigar por G4!”, explicou o jogador.

Foto: Ivan Storti/Santos Fc


Nagila Luz (19) é jornalista em formação, trabalha atualmente com assessoria de imprensa. Apaixonada por futebol e redes sociais.