Dunga comemora evolução do Brasil e elogia Coutinho: “Vem aproveitando a oportunidade”

Crédito da foto: Reprodução/Site do SporTV

A goleada do Brasil por 7 a 1 sobre o Haiti chamou a atenção pelo mesmo placar emblemático que tirou a seleção da última Copa. Em entrevista coletiva após o jogo, Dunga não escapou das perguntas que faziam alusão ao jogo, comemorou a evolução do futebol da equipe e rasgou elogios ao jovem Phillipe Coutinho.

Leia mais:
PARA MATAR AS SAUDADES! VEJA 20 GOLS INCRÍVEIS DE IBRAHIMOVIC NO PARIS SAINT-GERMAIN
SAN SIRO OU GIUSEPPE MEAZZA? DESCUBRA POR QUE MILAN E INTER UTILIZAM O MESMO ESTÁDIO

Dunga abriu a coletiva colocando um ponto final nas comparações da vitória de hoje com a derrota de 2014 dizendo que são times diferentes.

— Grupo diferente, outra época. [Nós] tentamos fazer nossa parte e colocar em prática o que treinamos, buscando melhor qualidade do jogador. Os gols aconteceram conforme a equipe foi jogando e tendo rendimento positivo.

Autor de três gols na goleada brasileira, Phillipe Coutinho ganhou elogios de Dunga no pós-jogo.

— Vem aproveitando a oportunidade, tem vindo seguidamente conosco. A cada jogo, a cada treinamento, tem tido maior confiança. Desta vez, a gente conversou bastante com ele para ser o Coutinho do Liverpool, chamar as jogadas, o protagonismo do jogo, arriscar mais as jogadas dentro da sua característica.

Outro destaque da partida foi o atacante Gabigol. Vivendo grande fase no Santos e na Seleção, o jogador entrou na segunda etapa no lugar de Jonas, marcou o seu logo de cara e trouxe novas opções ofensivas ao time brasileiro. Na visão do treinador, cada atleta tem algo diferente para oferecer e usam desse artificio para brigar por uma vaga entre os titulares.

— A disputa é entre os 23 jogadores. Cada um preparado para entrar e fazer a diferença. Tenho conversado muito com eles que algumas vezes quem sai jogando não é tão importante quanto quem entra e tem que modificar o jogo. Mudei (no intervalo) porque precisava de um jogador de maior velocidade, mais agudo. A equipe do Haiti jogava em linha, e tinha que ter passes diagonais, infiltrações para superar essa linha deles.

A Seleção Brasileira apresentou uma grande melhora na partida, apesar da fragilidade do adversário, e Dunga credita isso ao trabalho feito durante a semana.

— Acho que é importante que as jogadas que nos propomos a fazer no treinamento aconteceram durante o jogo. Quando o jogador faz gol, dá maior confiança para arriscar jogada, chute de meia distância, que a gente cobrou bastante nos treinamentos.

Pressionado por fazer o Brasil ganhar, e goleador a seleção haitiana, o técnico destaca o bom futebol apresentando e avisa que está acostumado com a cobrança.

— Independentemente do jogo, você é sempre cobrado. Para mim, não é novidade. A convicção é que nós treinamos e colocamos em prática. Estamos no caminho certo, ainda não estamos onde gostaríamos de estar, queremos cada vez mais. Cada dia tem que ser melhor do que no jogo anterior. Estamos relaxados agora, depois que acabou. Durante a partida é tensão ao máximo. Tem que ter briga com nós mesmos, porque queremos evoluir, buscar a perfeição e a cada dia jogar melhor.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.