De férias, goleiro Julio César aparece no Ninho do Urubu e inicia tratamento no Flamengo

Gilvan de Souza/Flamengo

Nesta quinta-feira, o goleiro Julio César compareceu ao Ninho do Urubu para realizar tratamento no clube onde o revelou para o futebol mundial. O atleta atua pelo Benfica, de Portugal, e se recupera de lesão muscular – o Flamengo prevê 15 dias de reabilitação. De férias no Rio de Janeiro, está sendo auxiliado pelos profissionais do Centro de Excelência em Performance do clube carioca no processo.

LEIA TAMBÉM:
Flamengo jamais me pagou uma Coca, diz ex-presidente Kléber Leite à CPI em Brasília
Mercado da bola: Flamengo nega empréstimo e mantém Canteros no elenco
Flamengo apresenta mais um patrocinador para a temporada 2016

Em apresentação no Flamengo, Réver diz viver “melhor forma física da carreira”
Guerrero na Europa? Veja o que o Flamengo tem a dizer sobre o assunto

Julio reencontrou diversos funcionários que trabalhavam no Flamengo em sua passagem pela equipe profissional e seguem no clube. “O carinho é muito grande. São pessoas que me conheceram desde os 11, 12 anos de idade. E então, após tantos anos, você volta e vê onde tudo começou, é muito bacana. São pessoas que fizeram e fazem parte da minha vida”, disse o goleiro, que renovou seu vínculo com o clube português.

Ele relembrou a época de sua chegada ao Flamengo, em 1992. “Eu era aquela criança que sonhava com tudo o que aconteceu na minha carreira. Jogar pelo time que você torce, acho que nada pode ser mais perfeito do que isso. Quando fiz a peneira e passei foi um momento fantástico. Cheguei em casa gritando ‘Vou jogar no Flamengo! Vou jogar no Flamengo!’”, contou o goleiro titular da seleção brasileira nas Copas de 2010 e 2014.

Em entrevista concedida à FLATV, Julio César, que está com 36 anos, falou sobre o atual momento de sua carreira na Europa. “Acho que meu início no Benfica não poderia ter sido melhor. Em dois anos em Portugal conquistamos dois títulos nacionais, duas Taças da Liga, agora uma renovação de contrato. Estou muito feliz lá”.

Confira mais trechos da entrevista de Julio César:



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.