Conheça Stoichkov Ortega: Dois craques do passado em uma jovem revelação do Santa Cruz

Antonio Melcop - Santa Cruz

Ariel Ortega, ex-meia argentino que disputou as Copas de 94, 98 e 2002. Hristo Stoichkov, ex-atacante búlgaro que disputou as Copas de 94 e 98, além da Euro de 96. Duas lendas da década de 90 que marcaram época. Agora pare e imagine os dois em um só.

Este é Stoichkov Ortega, volante de 19 anos, e uma das promessas da base do Santa Cruz, surpresa no Brasileirão de 2016.

Dois craques em um só, é assim que podemos dizer. Dois jogadores com técnicas apuradas em armação de jogada e conclusão em um atleta especialista em … destruir jogadas. Sim, Ortega (como é chamado pelos companheiros) é um volante de marcação, e que apesar de contar com técnica para sair jogando e apoiar o ataque, admite sua vocação na função de marcação e contenção.

“Já eu sou mais de destruir ao invés de construir”, brinca.

A ideia do nome veio do pai do atleta, que admirava o futebol de ambos.

“Meu pai era fã de (Hristo) Stoichkov e (Ariel) Ortega. Por isso, ele me deu o nome. Não cheguei a ver eles jogando, mas pesquisei a história. Como disse, eu sou mais de marcação. Se der para fazer algo na frente, já é um extra”, afirmou o jogador coral.

O jogador atuou pela primeira vez nos profissionais contra o Vitória da Conquista na Copa do Brasil, dia 11 de maio na vitória por 2 a 0 do Santa. Ortega tem o desejo de ser efetivado nos profissionais mas não desconsidera defender a equipe mais uma vez na Copa São Paulo em 2017.

“Na base, temos o Pernambucano agora. Ainda quero jogar a Copa São Paulo próximo ano, tenho idade para isso. Mas meu maior sonho, no momento, é subir de vez para o profissional”, concluiu.