Belletti diz que Messi riu da gafe de Maradona: “Levou na brincadeira”

Messi
Crédito da foto: Getty Images

Na última quinta-feira (09), Maradona foi traído pelo microfone aberto e disse que Messi não tinha personalidade para ser líder dentro de campo. Nesta sexta, Belleti disse que conversou com Messi e que o argentino levou tudo na brincadeira

Leia mais:
ARGENTINA X PANAMÁ: COM MESSI DE VOLTA, ARGENTINA PRATICAMENTE DEFINIDA PARA DUELO CONTRA PANAMÁ
MARADONA “É TRAÍDO” POR MICROFONE LIGADO E DIZ QUE MESSI NÃO TEM PERSONALIDADE

Belletti e Messi jogaram juntos Barcelona e por isso ainda mantêm contato. O curioso é que Messi respondeu a mensagem do amigo mesmo concentrado durante a Copa América com a seleção argentina. Segundo Belleti, Messi riu e levou tudo na brincadeira

“Mandei uma mensagem brincando para ele, se sabia o que tinha acontecido. Ele tomou conhecimento e achou engraçado, como sempre acontece. Qualquer polêmica relacionada com a carreira dele ou com o que o Maradona fala, ele leva na brincadeira. É fato que o Messi não tem vocação para ser capitão. Mas, personalidade, ele tem até demais. Com a bola no pé, nem se fala. Para fazer o que ele faz, ganhar o que ganhou, tem que ter muita personalidade. Ele levou na boa, na brincadeira e riu de tudo isso`” disse Belletti diz ao SporTV ,canal em que é comentarista.

Toda confusão aconteceu durante um evento da Eurocopa, quando Pelé indagou Maradona dizendo se ele conhecia Messi. Maradona então foi traído pelo microfone aberto e disse: “Messi é uma boa pessoa, mas não tem personalidade… Não tem personalidade para ser um líder”. Pelé chegou a citar jogadores que antigamente faziam o papel de líder. “Não é mais como na nossa época que havia muitos jogadores assim. Em 70, tinha Rivelino…”, comentou. O microfone foi cortado logo após a fala do brasileiro.

Messi, que não entrou em campo na primeira partida da Argentina pela Copa América contra o Chile, já foi definido na partida contra o Panamá que acontece na sexta (10), às 22h30.



Formada em jornalismo pelo Mackenzie, demorei anos para perceber que dá, sim, para ir atrás dos sonhos e trabalhar com o que se gosta: o esporte. Hoje me divido entre o esporte e a política. Nunca vou me conformar com os que dizem: "É só futebol.."