WTorre assegura que evento da Liga dos Campeões no Allianz Parque não prejudicará gramado

Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com

O Allianz Parque irá transmitir, neste sábado, a final da Liga dos Campeões entre Real Madrid e Atlético de Madrid em um evento escolhido pela Heineken, patrocinadora oficial da competição europeia. Vão participar da iniciativa apenas convidados da marca de cerveja, mas para quem pensa que a estrutura montada para o evento irá danificar o gramado do estádio do Palmeiras, a WTorre tranquilizou a todos. Ao menos, nas palavras.

LEIA TAMBÉM:
Você sabia? Edu Dracena ficou um terço do tempo no Palmeiras afastado por lesões; veja
Brasileirão: veja como o Palmeiras terminou a 3ª rodada na classificação

O que aconteceu com o Palmeiras na última final entre Real x Atlético de Madrid?
Cuca ironiza denúncia do STJD por ponto eletrônico: “essa m… nem funciona”

De acordo com reportagem do UOL Esportes, a estrutura não ficará no gramado, nem as cerca de 600 pessoas convidadas para o jogão que envolve o clássico merengue. A transmissão ocorrerá no anfiteatro do Allianz Parque, localizado à beira do campo, no setor norte. Os torcedores ficarão nas cadeiras da arquibancada e também poderão acompanhar um show surpresa.

No sábado que vem, o estádio do Palmeiras receberá o show do cantor italiano Eros Ramazoti. Na ocasião, o anfiteatro será usado novamente, mas com uma estrutura maior, que inclui o palco. A expectativa é que até 12 mil pessoas compareçam ao estádio.

A mesma estrutura será usada na segunda-feira, na TEDxSãoPaulo. O evento terá nove horas de duração e contará com 18 palestrantes envolvidos em projetos inovadores. Pelos compromissos, o Verdão terá que enfrentar o Grêmio, na próxima quinta-feira, no estádio do Pacaembu pelo Campeonato Brasileiro. Por contrato, a WTorre tem de repassar pagamento de 50% da renda bruta dos jogos do Palmeiras fora do Allianz.

Vale lembrar que o Palmeiras demorou muito para “estrear” seu estádio na temporada devido à sua arena sediar shows internacionais (Maroon 5, Iron Maiden e Coldplay). Para piorar, muitos reclamaram da qualidade do gramado, castigado pela estrutura levantada no campo para os espetáculos.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.