Sai, zica! Veja a seleção de desfalques da Eurocopa

Reprodução/Facebook oficial Zenit

As lesões nas últimas semanas da temporada europeia formam um dos pesadelos para os técnicos das equipes que participarão da Eurocopa de 2016. O número de desfalques para o torneio sediado pela França já forma um time com nomes conhecidos, com destaque para o zagueiro belga Vincent Kompany e o meia italiano Marco Verratti.

LEIA MAIS:

Após perder Copa, Gundogan fica fora da Euro 2016

Benzema confirma pelo Twitter que não jogará a Eurocopa

Fora da Euro, Coentrão passa bem após cirurgia

Portugal tem mais um desfalque para a Eurocopa

Após lesão, Marchisio recebe apoio de jogadores nas redes sociais

A Itália tem três representantes nessa seleção e parece viver a situação mais complicada. Afinal, Claudio Marchisio e Verratti são figuras fundamentais no meio-campo do técnico Antonio Conte.

Por sua vez, a Alemanha só perdeu o meia Ilkay Gündogan até o momento. No entanto, os atuais campeões mundiais ainda podem emplacar mais três nomes nesse time do qual ninguém deseja fazer parte. Isto porque as ausências do capitão Bastian Schweinsteiger e dos meias Emre Can e Julian Draxler ainda não foram confirmadas.

O tipo de lesão mais comum entre os ausentes da Eurocopa é a ruptura do ligamento anterior cruzado do joelho. O problema foi o responsável pela convocação de cinco atletas para a seleção dos desfalques.

Confira a equipe dos lesionados da Euro 2016, torneio que começará no dia 10 de junho:

Butland (Perin); Zouma, Kompany, Laporte e Coentrão; Verratti, Marchisio, Gündogan, Danny e Oxlade-Chamberlain (Brunt); Drmic.

Jack Butland (Inglaterra)

O goleiro do Stoke City fraturou o tornozelo direito durante o amistoso com a Alemanha no final de março. Butland passou por uma cirurgia dias depois da lesão e só voltará a jogar na próxima temporada.

Mattia Perin (Itália)

Em abril, o reserva de Gianluigi Buffon machucou o joelho durante um jogo contra o Sassuolo pelo Campeonato Italiano. Titular do Genoa, Perin passou por uma cirurgia de reconstrução do ligamento cruzado anterior do joelho direito. A previsão de retorno é entre cinco e seis meses.

Kurt Zouma (França)

O zagueiro do Chelsea é um dos desfalques da seleção anfitriã. O jogador de 21 anos rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito durante o duelo contra o Manchester United em fevereiro. Segundo os Blues, o francês só voltará aos campos daqui a três meses.

Vincent Kompany (Bélgica)

Foi com um textão em sua página no Facebook que o belga do Manchester City anunciou que perderá a Euro. O motivo é uma lesão na coxa, sofrida durante o jogo contra o Real Madrid na semana passada. Segundo a imprensa inglesa, Kompany estará de volta apenas em agosto.

Aymeric Laporte (França)

O defensor foi outro a passar por cirurgia. No caso de Laporte, o problema foi uma “fratura-luxação” na fíbula e tornozelo direitos, segundo o Athletic Bilbao. Operado no fim de março, o zagueiro deverá retornar em até dois meses.

Fabio Coentrão (Portugal)

Mais um a se lesionar em abril, o português de 28 anos sofreu uma ruptura muscular na coxa direita durante um treinamento do Monaco. Na época, o clube francês informou que a previsão de retorno era entre três e seis meses.

Marco Verratti (Itália)

Considerado o cérebro do meio-campo da Itália, o jogador do PSG talvez seja a ausência mais sentida por uma seleção. De acordo com o clube francês, Verratti passará por uma cirurgia em 16 de maio para resolver um problema na virilha, que o incomoda há várias semanas. O tempo de recuperação é de oito semanas – o que tira o jogador da Eurocopa.

Claudio Marchisio (Itália)

Outra peça importante no esquema de Antonio Conte, o meia da Juventus deixou a partida contra o Palermo, em abril, após romper o ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo. Via Twitter, Marchisio foi convidado pelo também lesionado Perin para acompanhar a Euro pela televisão. O “Pequeno Príncipe” deverá voltar a jogar em até seis meses.

Ilkay Gündogan (Alemanha)

O alemão vive uma maré de má sorte quando se trata de torneios de seleções. Após perder a Copa do Mundo de 2014 por lesão, o meia também ficará fora da Eurocopa. O jogador do Borussia Dortmund não veio ao Brasil por um problema na coluna. Em 2016, ele verá a seleção da Alemanha pela televisão após um deslocamento da rótula do joelho.

Alex Oxlade-Chamberlain (Inglaterra)

“Sem chances”. Foi assim que o técnico do Arsenal, Arsène Wenger, comentou a possibilidade de a Inglaterra contar com o jogador na Eurocopa. Após se recuperar de uma lesão, o meia estava treinando normalmente na semana passada, mas machucou o joelho direito. Fora da temporada, Oxlade-Chamberlain vai voltar apenas em julho.

Chris Brunt (Irlanda do Norte)

O jogador West Bromwich foi mais um que sofreu com a ruptura de ligamento anterior cruzado do joelho direito. A lesão ocorreu durante uma partida contra o Crystal Palace no final de fevereiro. Capaz de atuar na lateral esquerda e no meio-campo, o polivalente Brunt passou por cirurgia e só deve retornar em agosto.

Danny (Portugal)

O meia do Zenit se machucou poucos dias depois do compatriota Coentrão. Como outros jogadores do time de ausentes da Euro, Danny rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito. A lesão sofrida em uma partida contra o Spartak Moscou, em abril, vai afastar o português dos gramados por até nove meses.

Josip Drmic (Suíça)

Presente na Copa do Mundo de 2014, o atacante não poderá defender a Suíça na Euro. Em março, o jogador do Hamburgo sofreu uma grave lesão na cartilagem do joelho e só voltará a atuar na próxima temporada.