Seis motivos explicam a vitória do São Paulo sobre o Palmeiras

Foto: Reprodução Twitter São Paulo FC

O Palmeiras começou o jogo se impondo no ataque, mas acabou levando um gol de Paulo Henrique Ganso, que colocou o São Paulo em vantagem no placar. Ainda tivemos algumas divididas fortes entre os jogadores dos dois times e o resultado acabou sendo justo por conta de o Tricolor ter aproveitado melhor sua chance de gol. O Palmeiras sentiu o golpe e ainda não se recompôs após a abertura do placar.

Na segunda etapa, o São Paulo acabou sendo superior e o Palmeiras só teve uma chance de gol, quando Denis largou uma bola e Alecsandro tentou dar um carrinho que atingiu o goleiro. O resultado foi de vitória do São Paulo sobre o Palmeiras por 1 a 0. Estas são as razões do resultado do jogo.

1-Denis

Pelo menos uma vez o goleiro do São Paulo sai de campo como herói da partida. Ele se destacou por defesas complicadas e pelo choque com Alecsandro.

2-Fernando Prass

O goleiro do Palmeiras foi outro que teve atuação destacada, evitando um placar mais elástico a favor do Tricolor na tarde deste domingo.

3-Paulo Henrique Ganso

Incomodou a zaga palmeirense e ainda por cima aproveitou um lançamento na área marcando um gol de cabeça.

4-Zé Roberto

Depois de algum tempo, o lateral regressou ao time titular e acabou sendo uma verdadeira avenida por onde o atacante Kelvin deitou e rolou. O setor esquerdo, com a presença do veterano jogador, acaba sendo um convite para que atacantes adversários façam a festa. O melhor seria com que Zé pendurasse as chuteiras, pois está ficando complicado vê-lo em campo sendo presa fácil dos rivais.

5-Maicon

Nas poucas vezes que o Palmeiras chegou com algum perigo, o zagueiro voltou a desempenhar seu papel e vem se firmando como líder na zaga são paulina.

6-Dudu

Nos tempos de Marcelo Oliveira, eu já dizia que Dudu não é meia, e não entendi a escalação do jogador neste setor do campo. O seu melhor momento foi a falta que sofreu no campo de ataque, mas que não foi anotada pela arbitragem e que resultou em seguida no gol do São Paulo. No restante do tempo, um jogador disperso e fora de posição. Ele precisa voltar a atuar no ataque, como segundo atacante, que é a real posição dele.