‘’Preciso voltar ao futebol’’ afirma Piá depois de sair da prisão

Reprodução/Twitter

Em uma entrevista sensacional ao Portal Lance, o ex-jogador de grandes clubes de São Paulo e do Mundo afirmou que tem o desejo de retornar ao futebol, após viver coisas difíceis na prisão.

Uma das principais revelações dos anos 90, Piá tem uma vida atual de telefonemas, com muitos amigos que fez no futebol, companheiros de outros tempos, ele tenta mostrar que pode voltar a jogar bola, mas ainda precisa comprovar que o passado de prisões foi deixado para trás.

O grande auge da carreira de Piá foi em 96, quando chegou no Santos, o jogador era tratado como um craque, sendo que antes de chegar a Baixada, o atacante foi considerado uma das melhores revelações do futebol mundial. Mas após se aposentar em 2011, Piá passou a fazer parte de uma outra vida, a de prisioneiro, entre 2014 e 2015, o jogador foi flagrado em um furto em caixas eletrônicos.

– Na última vez, na cadeia, comecei a pensar no que minha vida havia se tornado. Ser privado da liberdade mexe com você, mas era mais que aquilo. Era aquela imagem que eu queria deixar? Precisar da ajuda da minha família na cadeia? Tudo por causa daquele dinheiro maldito? Decidi mudar. Futebol é a única coisa que eu conheço. Preciso voltar – disse o ex-jogador, em entrevista ao LANCE!

Mas a vida de procurado pela policia de Piá não começou em 2011, foi em 99, quando o jogador teria sido acusado de um homicídio em Limeira, no estado de São Paulo. Anos depois, Piá chegou a Ponte Preta e era visto nas noites de Campinas, andava armado e ainda foi detido pela policia por porte ilegal de drogas.

– Com todos esses problemas que tive, mesmo assim joguei no Santos, Corinthians, Cruzeiro, Coritiba… Imagina o que eu teria conseguido se tivesse a cabeça no lugar. Já passou, mas às vezes penso nisso. Cada um que sabe a própria situação e porque faz as coisas – diz, quase que pesando em voz alta.

Concluindo a entrevista, o jogador deixou uma frase muito impactante: – Na minha vida, eu aprendi uma coisa: não ter medo de nada. Eu vim para o mundo sozinho. Cheguei ao futebol sozinho.

Foto: Reprodução/Twitter



Nascido em Sorocaba, acompanha futebol desde os 8 anos e é apaixonado pelo europeu. Tem simpatia pelo Argentino e também gosta muito do Brasileiro. Basquete é outra opção boa.