PAPO TÁTICO: Real ou Atlético? Quem vai ficar com o título da Liga dos Campeões da UEFA?

1. Antoine Griezmann (Atlético de Madrid) - 55 milhões de euros

Neste sábado, dia 28 de maio, a partir das 15h45 (horário de Brasília), Real Madrid e Atlético de Madrid iniciam a disputa pelo título da Liga dos Campeões da UEFA 2015/16 no Estádio San Siro, em Milão. E as duas equipes chegam na decisão credenciadas pela boa campanha e pelo bom futebol apresentado durante a competição. Zinedine Zidane conseguiu encontrar a melhor formação para a equipe merengue e tem no português Cristiano Ronaldo (cada vez mais decisivo) o seu grande trunfo para a conquista da décima-primeira Liga do clube. Já Diego Simeone é o grande responsável pela excelente fase da equipe colchonera, formando uma equipe aplicada e extremamente veloz no contra-ataque. Um verdadeiro duelo de titãs. Dentro de campo e no banco de reservas.

Leia mais ~> Real Madrid X Atlético de Madrid: saiba como assistir ao jogo ao vivo na TV

As duas melhores equipes da Europa na temporada possuem um ponto em comum: a solidez no setor defensivo. O Real sofreu apenas cinco gols durante toda a Liga dos Campeões e o Atlético apenas seis. Mas as semelhanças param por aí. Pelo menos no papel, os merengues possuem uma equipe com muito mais ímpeto ofensivo do que os colchoneros. Foram 27 gols marcados em toda a competição. Méritos de Zinedine Zidade, que soube equilibrar seu time no 4-1-4-1, com Casemiro à frente da zaga, marcando e qualificando o primeiro passe para Kroos e Modric encostarem no trio ofensivo. Vale destacar aqui a polivalência de Gareth Bale pela direita e a boa troca de posições entre Benzema e Cristiano Ronaldo, tal como aconteceu na vitória por três a zero em cima do Wolfsburg, pelas quartas de final da Liga.

Já o Atlético, apesar das atuações consistentes e de ter eliminado gigantes como o Barcelona e Bayern de Munique, ainda é classificado como time “pragmático”. Já mostramos aqui mesmo no PAPO TÁTICO que as coisas não funcionam bem assim (clique aqui para relembrar). A grande verdade é que os comandados de Diego Simeone usam e abusam dos movimentos do 4-4-2 clássico, com Saúl Ñiguez e Koke saindo pelos lados e acompanhando o lateral adversário, Fernando Torres mais à frente e o francês Griezmann se movimentando pelo campo todo. A atuação da equipe na vitória por um a zero sobre o Bayern de Munique no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões é a prova dessa aplicação tática dos comandados de Simeone. Marcação forte (seja no seu campo ou no campo adversário) e saída rápida para o ataque.

O Real Madrid de Zidane deve repetir o 4-1-4-1 das últimas partidas com Casemiro à frente da zaga e Benzema alternando com Cristiano Ronaldo pela esquerda. Já o Atlético de Madrid deve manter o 4-4-2 compacto, mas pode variar para o 4-1-4-1 com Griezmann pela direita às costas do brasileiro Marcelo.
O Real Madrid de Zidane deve repetir o 4-1-4-1 das últimas partidas com Casemiro à frente da zaga e Benzema alternando com Cristiano Ronaldo pela esquerda. Já o Atlético de Madrid deve manter o 4-4-2 compacto e extremamnete veloz nas transições ofensivas. O francês Griezmann pode ser o trunfo da equipe colchonera para explorar os espaços às costas do brasileiro Marcelo naquele setor.

Leia mais ~> Champions Leagus: relembre as cinco finais entre times do mesmo país

O campinho acima (feito no Tactical Pad) mostra bem como as duas equipes devem se comportar logo mais, no San Siro. O Real deve repetir o 4-1-4-1 com Benzema e Cristiano Ronaldo se revezando pelo lado esquerdo (até mesmo pela recente lesão do camisa 7 merengue) e o Atlético deve manter o 4-4-2 com muita compactação defensiva e ocupação dos espaços. E se você espera que os colchoneros irão jogar esperando o adversário, prepare-se para ver o Real sofrendo com a marcação alta na sua saída de bola. A partida de logo mais também promete uma aula (dos dois lados) de como se realiza um contra-ataque. Não é exagero dizer que, além de serem as duas melhores equipes da Europa na atualidade, elas também mostram uma extrema organização tática e proposta de jogo bem definidas. Em suma: teremos um jogaço logo mais.

Difícil não relembrar da final da Liga dos Campeões de 2013/14 (vencida pelo Real Madrid) num jogo emocionante no Estádio da Luz (relembre clicando aqui). É bem verdade que as duas equipes mudaram bastante de lá pra cá. Para este que vos escreve, o Atlético de Madrid de hoje é melhor do que o de 2014, e o Real Madrid vencedor de “La Décima” era mais perigoso do que o de 2016. Mesmo assim, não há como não identificar um equilíbrio muito grande nessa finalíssima. Se o Real tem Cristiano Ronaldo, Kroos e Sergio Ramos, o Atlético tem Griezmann, Gabi e… Diego Simeone. Talvez o técnico argentino seja o grande trunfo da equipe colchonera. Mais do que um treinador, “El Cholo” é praticamente um torcedor no banco de reservas.

Quem vai ficar com o título da Liga dos Campeões? O Real ou o Atlético? Façam as suas apostas…



Produtor executivo da equipe de esportes da Rádio Nacional do Rio de Janeiro, jornalista e radialista formado pela ECO/UFRJ, operador de áudio, sonoplasta e grande amante de esportes, Rock and Roll e um belo papo de boteco.