Palmeiras já sabe o que fazer com os R$ 19,5 milhões da Crefisa; e não será contratações

Palmeiras crefisa
Crédiso de imagem: Divulgação

Após três meses de negociações o Palmeiras parece, enfim, ter chegado a um acordo com a patrocinadora Crefisa. Segundo informações do Uol esportes, o novo contrato deverá ser assinado nesta segunda-feira.

LEIA TAMBÉM:
Confira quais clubes no Brasil tiveram maiores receitas em 2015
Allianz Parque x Itaquera: no duelo dos novos estádios, Palmeiras tem mais sorte
Palmeiras libera Cristaldo para negociar com outros clubes

A Crefisa especificou em documento o tamanho e o lugar exato em que suas marcas devem ser exibidas nos uniformes do Verdão, exigindo que sua marca tenha o mesmo espaço nas camisas comemorativas usadas pelos jogadores em caso de título e impôs ao clube uma multa de R$ 2,5 milhões em caso de descumprimento de alguma das cláusulas contratuais.

O Palmeiras chegou a pedir a redução da multa de R$ 2,5 milhões para R$ 1 milhão, mas sem acardo, aceitou o valor proposto pela empresa. O Verdão também desistiu de pedir 100% de multa em caso de rescisão contratual e aceitou manter o acordo antigo, que prevê 30%.

Assim que o acordo for firmado, a patrocinadora deverá quitar o pagamento de R$ 19,5 milhões referente aos meses anteriores em que os pagamentos estavam retidos. Mas nem adianta comemorar torcedor, o dinheiro já tem um destino.

De acordo com recomendação do Conselho de Orientação e Fiscalização do clube, o dinheiro será usado para pagar os empréstimos feitos pelo presidente, Paulo Nobre, justamente para cobrir a falta de pagamento da Crefisa nesse período.

Só em 2016, Paulo Nobre já emprestou cerca de R$ 22 milhões para ajudar o clube a quitar suas dívidas enquanto resolviam as questões contratuais com a Crefisa.