Opinião: reforma tributária poderá trazer mudanças que terão efeito nos clubes

Champions League
Getty Images

Uma proposta tributária do governo enviada ao Congresso na última sexta feira (6) pode mudar os rumos do cenário do futebol brasileiro. Parece exagero? Mas não é. Não no que tange a salários dos atletas e finanças dos jogadores de futebol.

Os contratos atuais de imagem, voz, nome e marca  têm tributação muito menor e por isso é usada como artifício pelos atletas para receber mais pagando menos impostos. Note: um jogador que recebe R$ 1 milhão de imagem hoje e mais R$ 1 milhão em carteira, pagaria pelo lucro presumido R$ 193,6 mil. Se a proposta for aprovada, o valor subiria para R$ 539,700 mil.

O valor pago hoje nesta simulação é 64,13% MENOR que se pagaria se mudar tudo. Imagine uma diferença como estas nos salários de todos os jogadores  que rapidamente começariam a sumir ainda mais do cenário brasileiro de crise recebendo tão menos…ou, imagine os clubes subindo os salários para manter o padrão de todos.

Poderia gerar um êxodo para o exterior ou afundar ainda mais os clubes. De que adianta um ProFut e depois tomar uma medida assim?

O que será de nosso futebol?